Nacional

Varandas ataca João Pinheiro: ‘Erra sempre para o mesmo lado’

Frederico Varandas, presidente do Sporting, em entrevista à Sporting TV.

Frederico Varandas dirigiu duras críticas ao árbitro João Pinheiro, depois do seu desempenho no V. Guimarães-Sporting. O presidente dos leões aponta para o lance da grande penalidade que possibilitou aos vimaranenses empatarem a partida a uma bola, em cima do intervalo.

“Já está mais do que digerido. O que aconteceu é claro, é unânime e não é preciso dizer muito. Antes do intervalo, um lance que nos faria ir para o intervalo a vencer por 1-0 e com a expulsão de um jogador [do V. Guimarães], o que provavelmente faria com que saíssemos com uma vitória. Um lance infeliz que virou o jogo. João Pinheiro tem sido um árbitro que tem tido muita infelicidade com o Sporting. Acho que hoje não há um sportinguista que não esteja traumatizado quando vê João Pinheiro. Também o vejo como um dos árbitros mais bem classificados na Liga portuguesa, mas penso que se fosse avaliado apenas pelos jogos do Sporting se calhar seria despromovido. Penso que tem sido muitas vezes infeliz, o Sporting tem tido muitas vezes azar com ele e ontem foi mais um jogo”, começou por dizer em declarações ao diário desportivo Record.

Veja também: Expulsão perdoada a Pepe no FC Porto-Casa Pia? Análise à arbitragem

Varandas também apontou duras críticas ao VAR da partida e ao silêncio do Conselho de Arbitragem, ao contrário do erro que marcou a vitória leonina diante do Casa Pia no arranque do campeonato.

Como digo, uma situação que nos deixaria a jogar contra 10 jogadores e com a qual iríamos para a próxima jornada com quatro pontos de vantagem sobre um rival, três sobre outro, mas devido a um mau juízo… Queria falar também do VAR, não apenas sobre João Pinheiro, e aqui estou à vontade para dizer isto porque o disse por mais do que uma vez ao presidente do Conselho de Arbitragem. Cometeu um erro grave este ano, um erro grave, com uma maneira de agir que eu discordei mas que, então, [se fosse para ser feito, que] o fizesse sempre. À 2.ª jornada crucifica publicamente Hugo Miguel quando era VAR do Casa Pia-Sporting quando, até nesse jogo, existe um lance que dá um golo ao Sporting em fora de jogo, mas onde também existe um penálti claríssimo sobre o Edwards que também não foi assinalado. Mas só se falou desse lance do VAR. Houve dois erros. Mas o CA só faz um comunicado onde crucifica o árbitro Hugo Miguel pelo erro do fora de jogo. Por muito que as pessoas sejam sérias, é preciso ter cuidado com o que se faz. E foi um erro, e estou de consciência tranquila a dizê-lo porque já o disse por mais do que uma vez ao presidente do CA. Admito o erro, mas se fez aquele procedimento [contra o Casa Pia], tem de o fazer [novamente]. A mensagem que passa para os árbitros não é uma mensagem tranquila”, referiu.

Veja também: Penálti bem assinalado contra o Sporting? Expulsão perdoada ao V. Guimarães?

“Já o devia ter feito mais vezes. Aceito o erro. É difícil quando, no caso de um árbitro com a categoria de João Pinheiro, o erro contraria a teoria das probabilidades. É sempre para um determinado lado. Fica difícil. O erro aceito, mas ponham-se na posição de Hugo Miguel ontem. É VAR, o último jogo que fez de VAR com o Sporting, cometeu um erro a favor do Sporting e foi crucificado. Não condiciona o VAR? Claro que condiciona. É a minha opinião”, concluiu.

O Adeptos de Bancada já está no YouTube com vídeos imperdíveis! Vai ficar de fora? Junte-se ao nosso 11 e subscreva o nosso canal aqui!

Deixe um comentário