Nacional

Jorge Jesus não abdica de um cêntimo caso saia do Benfica

Jorge Jesus aquando do primeiro treino no regresso ao Benfica

A crise de resultados que nesta altura impera no Benfica está a contribuir para uma crescente onda de indignação por parte dos adeptos contra Jorge Jesus e Luís Filipe Vieira.

Veja também: A reação de Vlachodimos após perder a titularidade da baliza do Benfica

O presidente encarnado não avança para a demissão do técnico, devido ao facto de ter de pagar a totalidade do seu contrato. No entanto Vieira veria com bons olhos a saída de Jesus por iniciativa do próprio, permitindo uma poupança considerável em salários.

Contudo não está nos planos do treinador das águias abandonar o barco.

Segundo adianta o diário desportivo Record, Jesus não se considera como o principal responsável da época muito abaixo do esperado que o Benfica está a protagonizar. Recorde-se que as águias estão no 4º lugar do campeonato, a 15 pontos do líder Sporting, falharam a entrada na fase de grupos da Liga dos Campeões e a conquista da Taça da Liga.

Veja também: O pedido de Ronaldo ao árbitro Jonas Eriksson que o sueco não percebeu

A falta de treinos, o surto de Covid-19 e as arbitragens são algumas das justificações encontradas pelo timoneiro encarnado para explicar esta pobre temporada.

Recusa abrir mão do salário

Jesus também considera que a SAD encarnada não cumpriu com tudo o que havia prometido, nomeadamente na construção de uma superequipa, tendo ficado a faltar um médio-defensivo, peça que considera ser fulcral.

Veja também: Comunicado do Benfica sobre alegado conflito entre Vieira e Jesus

Garante o Record que, caso seja despedido, o treinador das águias vai exigir o pagamento da totalidade do seu salário, fixado em três milhões de euros líquidos por temporada. Recorde-se que Jesus tem contrato válido até 2022.

Contudo Jesus acredita que ainda conseguirá conduzir a equipa ao 2º lugar que dá acesso direto à fase de grupos da Liga dos Campeões, chegar à final da Taça de Portugal e ultrapassar o Arsenal na Liga Europa e assim atenuar uma época bem cinzenta.

Veja também: Vieira quer a saída de Jesus e o técnico fala em promessa não cumprida

As condições para pedir a demissão

No final da temporada o treinador fará o balanço com Vieira. Jesus poderá deixar o Benfica pelo próprio pé, caso considere que falhou os objetivos para a atual época e não tenha condições para reverter a situação na temporada seguinte, nomeadamente um orçamento para fazer reajustes no plantel.

Veja também: Ronaldo em destaque no trailer do documentário da Juventus (VÍDEO)

Se houver outros clubes interessados nos serviços de Jesus, então será mais fácil para o técnico abdicar de parte ou da totalidade do restante salário que aufere na Luz.

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!



WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com