Nacional

Desde os penaltis à Covid: As farpas de Varandas a Benfica e FC Porto

Frederico Varandas, presidente do Sporting

No discurso de consagração após a conquista do título do Sporting, Frederico Varandas aproveitou para deixar farpas aos rivais Benfica e FC Porto.

As nossas primeiras palavras vão para os nossos rivais: foram duros dentro de campo, adversários difíceis, acreditaram até ao fim e graças a eles conseguimos superar-nos, batendo recordes atrás de recordes. Para eles, um obrigado. Ainda falando sobre eles, seria uma injustiça confundir duas grandes instituições por pessoas que as representam. Cada rival, cada clube tem a sua estratégia de comunicação legítima. Para uns, não venceram porque foram o único clube do Mundo a ter Covid-19 outro porque teve apenas 16 penáltis. Mas eles sabem, todos sabem, que o Sporting foi o clube mais competente. Venceu e festejou”, afirmou no Paços dos Conselhos.

Veja também: Calado critica Seferovic e pede ex-Sporting para o meio-campo do Benfica

Varandas abordou também as críticas em torno das críticas aos festejos dos adeptos leoninos.

“Li e ouvi que tinha sido um espetáculo degradante, mas não concordo. Houve excessos, sim, devido também à dimensão do clube. Degradante? Degradante para mim é estar em escutas, ouvir a voz em escutas ano após ano. Para mim é degradante“, referiu, dirigindo-se claramente a Pinto da Costa.

O presidente do Sporting enalteceu a conquista leonina, sobretudo pela diferença de orçamentos em relação aos rivais.

Conseguimos graças a estes senhores que estão atrás de mim. Por terem sido competentes, resilientes e com muito coração. Hoje estamos aqui a festejar uma vitória entre muitas outras, que tiveram início há três anos, um percurso difícil. Sempre disse que, com o atraso que tínhamos, não podíamos vencer os nossos rivais à custa do dinheiro, do poder e da força, mas à custa de inteligência. Teve de ser inteligência com muita resiliência, competência e sobretudo não ceder ao populismo que vem do exterior”, referiu.

Veja também: Fernando Mendes acusa FC Porto de enganar United com Alex Telles

Varandas revelou ainda um momento marcante na caminhada do título.

“Deixem-me confessar. A seguir a esta equipa ter sofrido dois empates, com o Famalicão e o Belenenses SAD, e vimos reduzida a 4 pontos a vantagem sobre um dos nossos rivais, sentimos nesse momento… ‘Lá vamos cair outra vez, lá vamos desiludir outra vez’. E eu pela primeira vez escrevi à minha equipa do Conselho Diretivo. A seguir ao empate com o Belenenses SAD escrevi-lhes para dizer que íamos ser campeões. Não por termos o melhor treinador, um plantel com uma alma incrível mas sobretudo por termos mudado a mentalidade do Sporting, que é uma mentalidade vencedora. E se me perguntam: ‘É normal se naquele momento senti medo, após uma época espetacular, de morrer na praia? Senti. O treinador sentiu? Todos sentimos. Ter coragem é não ceder ao medo“, disse.

Veja também: Sporting pode perder o título na secretaria? Rui Santos responde (VÍDEO)

O líder leonino deixou um desafio para o que aí vem.

“Peço aqui a todos os adeptos do Sporting, a todos os sócios do Sporting. Vai haver momentos em que os nossos adversários nos vão encostar às cordas. Nunca mostrem medo nessa altura, aos nossos jogadores e muito menos aos nosso adversários. Sofremos juntos e temos a certeza de que eles se vão agarrar às cordas e vão conseguir contra atacar. É assim que vamos conseguir enfrentar as adversidades que aí vêm“, concluiu.

Veja também: “Se recebi os parabéns de Conceição?” A resposta de Rúben Amorim

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!