Nacional

Amorim: ‘Desde que estou no Sporting, este é o melhor Benfica’

Rúben Amorim em conferência de imprensa antes do jogo do Sporting na Liga dos Campeões

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Benfica, Rúben Amorim revelou aquilo que o Sporting tem de fazer de diferente em relação à derrota com o Marítimo na jornada passada.

“A equipa está sempre motivada. Vinha de um bom momento. O que aconteceu já aconteceu noutras alturas, são momentos chave em que voltamos um bocadinho atrás. Tem a ver com a inexperiência de muita gente, que não está habituada a lutar por títulos, isso leva tempo. O que temos de fazer é entrar com mais intensidade e jogar melhor com bola. Com todo o respeito, temos obrigação de conseguir empurrar equipas com o Marítimo. O que eu quero é que a equipa seja melhor com bola, que entenda os momentos de jogo e que seja forte. Vamos defrontar uma grande equipa”, afirmou.

Veja também: Bruno Fernandes marca na vitória dramática do United no derbi de Manchester (Vídeo)

O técnico leonino foi questionado sobre a contratação de Mateo Tanlongo e revelou que Morita não irá a jogo neste derbi.

“Sabemos a realidade. O importante é, sabendo essa diferença que não é de agora, não nos escondermos atrás disso. Temos de olhar para o campeonato e ver como perdemos os pontos que perdemos. Mas isso não há como esconder. São jogadores com capacidade diferente. Vendem melhor, estão há mais tempo na Liga dos Campeões e nós estamos atrás nesse aspeto. Todos sabíamos do desafio que nos esperava quando assinámos, não gosto de me esconder atrás disso. O Morita está apto mas não vai a jogo. Precisamos dos jogadores a longo prazo, e não vai ser chamado treinando a baixa intensidade apenas um dia. Vai ter de aguentar e penso que na próxima semana estará apto. Vai fazer adaptação às cargas. Não é por jogar com o Benfica neste fase que vamos arriscar jogadores. Jogarão os melhores, vamos entrar numa série de muitos jogos“, referiu.

Veja também: Comunicado forte do Al Nassr após acusações graves a Ronaldo

Amorim deixou ainda muitos elogios à forma como Roger Schmidt colocou o Benfica a jogar, mudando completamente aquilo que se via na Luz na época passada.

“O Sporting tem uma maneira de jogar diferente do Benfica e do FC Porto, cada treinador tem as suas ideias. Desde que estou no Sporting, esta é a melhor equipa do Benfica. Aumentou velocidade a defender e a atacar, tem grandes jogadores. Os momentos são diferentes. É nesse ponto que quero agarrar os meus jogadores. Há um ano, o Benfica estava completamente em baixo, diziam que estava perdido… Passado um ano é o clube com maior projeto, está muito bem na Liga dos Campeões. O futebol é mesmo assim. Nós temos ganho alguns títulos e andado com o clube para a frente, e neste momento temos maus resultados há cinco meses, mas o nosso plano é daqui a uns meses estarmos em posições invertidas. Aposto sempre na minha equipa. Quando estamos num dia sim, podemos vencer qualquer equipa. O futebol é o momento. Há um ano isto era completamente diferente, e daqui a uns meses o futebol pode estar completamente diferente. Inspiro-me em todos os treinadores, acho que Roger Schmidt é um excelente treinador, veio dar muita velocidade à equipa. Acredito que toda a gente pode ser melhor do que toda a gente e que eu posso vir a ser melhor do que eles“, disse.

Veja também: Recado de Schmidt ao árbitro do Benfica-Sporting: ‘Estou surpreendido’

Sobre Pedro Porro, que tem sido apontado a vários clubes da alta roda do futebol europeu, Amorim assegura que o espanhol está focado na partida de amanhã.

Penso que sim, os jogadores já estão habituados. Também já fui jogador e sei que são fases complicadas, mas é uma complicação boa. Pior são os que estão quase a ser dispensados. O futuro dele será sempre um grande clube, mas já está num grande clube. Ele está feliz no Sporting, mas quando o mercado está aberto e há clubes a fazer propostas… Claro que isso mexe com os jogadores. Tem feito um excelente campeonato e sabe que há interesse há algum tempo”, concluiu.

Deixe uma resposta