Internacional

Espanhóis falam em relação de grande tensão entre Félix e Simeone

João Félix e o treinador do Atlético de Madrid Diego Simeone

O momento de irritação de João Félix após ser substituído no derbi de Madrid continua a dar que falar.

A publicação fala de uma relação de “tensão, desaires e pouca confiança mútua” e que esta não foi a primeira vez que Félix manifestou publicamente a sua discordância em relação às opções do técnico argentino, que faz valer do facto de ser respeitado no clube para colocar a equipa acima das individualidades.

Veja também: Ronaldo picado com guarda-redes do Génova em VÍDEO que já é viral

Segundo o El Confidencial, Simeone geriu a utilização de Félix de forma cuidadosa, até pela aposta forte da direção colchonera na sua contratação. O técnico dos rojiblancos não terá gostado do facto de o português ter manifestado o seu desagrado por ser colocado a jogar numa flanco em vez de jogar no centro, atrás do ponta de lança onde se sentia mais livre. Simeone terá engolido a seco essas queixas, continuando a dar minutos ao português.

O jornal refere também que Félix queixou-se ao seu empresário Jorge Mendes, que por sua vez divulgou na comunicação social. Algo que desagradou e muito a Simeone.

Veja também: Família Aveiro revoltada com página falsa de fãs de Ronaldo: “Doentes”

O treinador argentino também não terá gostado do facto da tomada de decisão de Félix em algumas partidas, que iam contra o plano estipulado. Por isso não foram raras as vezes que Simeone optava por retirar o português nas segundas partes dos jogos, para desagrado do jogador de 21 anos.

No entanto, a pressão dos 120 milhões de euros que o Atlético de Madrid investiu em Félix levaram a que Simeone não adotasse uma postura mais dura nesta circunstância.

Veja também: Magia de Félix no Atlético-Real Madrid que acabou em cueca (VÍDEO)

Assim o El Confidencial refere que o argentino está longe de ser o treinador compreensivo que Félix gostaria de ter e que o relacionamento entre ambos é algo frio e distante. Por este motivo o episódio protagonizado pelo luso no derbi de Madrid faz temer problemas no futuro.

De qualquer forma a reação intempestiva na partida está a ser encarada pelo Atlético de Madrid como um erro de juventude, elo que não se espera que seja punido.

Veja também: Ronaldo bate recorde histórico na Europa após bis ao Génova

1 comentário

  • Sou Português. Compreendo o ponto de vista do treinador do A Madrid. Simione. Quando o J. Felix chegou ao A Madrid, Simione pôs de sobre aviso J. Felix, porque ele sabia que este jogador carregava um peso enorme às costas: 120 milhõe; é muita fruta. E que, por essa razão, J. Felix que tivesse muita calma e cuidado. Assim não aconteceu, o que já era de prever, para a idade dele. J. Felix quis fazer tudo à pressa. Resultado? As bolas batiam na trave, saiam ao lado ou o guarda redes opositor defendia “in extremis”, ponta pés ao vento. Estas situações não matam mas moem. Começaram a aparecer as frustrações que culminam com o facto de Simione colocar J. Felix a jogar num flanco em lugar de o pôr a jogar pelo centro. Ora, bem, o treinador tem inteira liberdade em pôr o jogador a jogar no lugar que, dentro da estrutura da equipa, ele entenda que o jogador rende mais. O jogador não está a jogar com os seus amigos adolescentes, para quem pode dizer: “ah. Nesse lugar eu não jogo.” Não”! Felix tem de jogar onde o treinador manda: muitas vezes, na vida, tem de se gostar do que se faz e nem sempre é possível fazer-se o que se gosta!

Deixe uma resposta


Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/adeptosdebancada/public_html/webanalyze/firewall/firewall.php on line 62