Nacional

Adjunto de Conceição: “Fazem de Corona um saco de batatas”

Vítor Bruno, treinador-adjunto do FC Porto

Vítor Bruno era o rosto da revolta do FC Porto após o empate em Braga. O treinador adjunto surgiu na flash interview, uma vez que Sérgio Conceição foi expulso nos instantes finais da partida.

Veja também: Benfica emite comunicado sobre Jorge Jesus – ÚLTIMA HORA

Vítor Bruno voltou a apontar o dedo à arbitragem, nomeadamente pela forma como, no seu entender, Jesús Corona é alvo de entradas duras em todas as partidas.

“É demasiado frustrante. A própria questão que me está a colocar, por si só, já encerra algum significado. Fomos melhores durante grande maioria do tempo, depois há uma parte em que não se percebe muito bem porquê, mais uma vez, aquele que é nosso melhor jogador, não temos problema nenhum em dizer, temos um coletivo muito forte mas é um jogador com muita qualidade. Enquanto continuarem a fazer do Corona, desculpem-me a expressão, um saco de batatas, corremos o risco de não valorizarmos o futebol em Portugal. É criminoso aquilo que fazem ao Corona semanalmente. É um caminho que eu julgo que não queremos percorrer. Todos os intérpretes têm de meter a mão na consciência. Temos de ter outro tipo de cuidado na forma como abordamos os lances, como protegemos os melhores, sob pena de depois fugirem para outros campeonatos“, afirmou.

Veja também: Trincão saca um golaço que garantiu a vitória do Barcelona (VÍDEO)

O técnico procedeu posteriormente à análise à partida.

“Cada jogador sabe qual é a sua missão dentro de campo. Houve a necessidade de alterar. O primeiro golo abanou um bocadinho aquilo que era a estrutura da equipa. Queríamos atrair dentro para depois avançarmos por fora. Na área estávamos bem preenchidos e fizemos muitos cruzamentos. Depois, um lance de um caso fortuito acaba por cair num jogador do Sp. Braga que no segundo poste acaba por fazer o golo. Mesmo assim, a equipa dá sempre uma boa resposta e revela uma reserva interior que muitas vezes é desconhecida por muita gente. Ir à procura de algo mesmo quando nos colocam à prova. Temos um lance mesmo a fechar para fazer o 3-2, num lance que era de todo merecido aquela bola do Marega entrar“, referiu.

Veja também: FC Porto desperdiça vantagem de dois golos e tropeça em Braga (VÍDEO)

Voltando à arbitragem, Vítor Bruno considera que Corona não merecia o primeiro amarelo que viu na partida.

“Vi, vi as imagens. Toda a gente já deve ter visto. O primeiro amarelo é um atentado ao futebol, o segundo amarelo pode-se aceitar. O primeiro é um atentado. Os cofres são arrebentados. Ele está no balneário a chorar porque tem dor. E depois a proteção que tem é esta” , atirou.

Por último o treinador abordou a hipótese de o FC Porto passar a ficar a oito pontos do Sporting.

O campeonato é uma maratona, já tivemos a sete pontos no passado e conseguimos o nosso objetivo. Vamos ver o que vai acontecer amanhã ou depois de amanhã. A equipa vai atrás daquilo que lhe pertence e não vai mudar”, concluiu.

Veja também: Bruno de Carvalho provoca Benfica após empate com o V. Guimarães

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!

https://adeptosdebancada.com