Nacional

O aviso de Amorim para quem quer levar Porro do Sporting

Rúben Amorim explica-se em conferência de imprensa do Sporting

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Vizela, Rúben Amorim lembrou que o Sporting terá pela frente um dos melhores ataques da I Liga.

Veja também: Saiba em que canal poderá ver os jogos de Ronaldo pelo Al Nassr

Por isso espera que os vizelenses venham a criar muitos problemas.

Os jogadores da frente são muito tecnicistas, têm muita qualidade na definição. Têm um avançado que complementa os outros e que procura muito a profundidade, são todos muito virtuosos. Isso cria-nos muitos problemas. Focámo-nos nisso. Têm uma defesa inteligente com dois centrais, dois laterais que sobem bem e dão profundidade. Estudámos a equipa como estudamos todas. É uma equipa que está muito tranquila, mudou de treinador, implementou as suas ideias. A pressão está do nosso lado, jogamos em casa e temos de voltar a não sofrer golos contra uma equipa que marca muitos. Vai ser um bom desafio e estamos preparados”, afirmou.

O técnico leonino explicou ainda a diferença de intensidade que a sua equipa apresentou diante do Marítimo e do Benfica.

Acho que tem a ver com a mentalidade, com o hábito de alguns jogadores não estarem habituados a jogar sempre com a pressão de vencer. Às vezes o nosso corpo custa a arrancar. Fui jogador até há uns tempos e sei que há alguns dias em que é preciso ter uma vontade extra. Não é por mal. Os jogadores preparam-se bem, mas depois o hábito de jogar sempre para ganhar é algo que se cria. Estão a crescer nesse aspeto e sabem que estão num clube grande, têm de passar etapas. Não temos muitas vitórias fora, e quando estamos desconfortáveis em campos de outros clubes não temos conseguido vencer. Acho que se explica com a mentalidade da equipa, que tem de crescer”, referiu.

Veja também: Mulher de Pizzi revela situação de desespero com o filho

Sobre o mercado, Pedro Porro tem sido bastante cobiçado pelo Tottenham. No entanto, Amorim deixa um aviso.

Não posso garantir nada. Não me parece que saia, para sair neste momento tem de sair pela cláusula. Ou existe um clube que bata a cláusula e para o qual o Porro queira sair, ou então não sai em janeiro“, assegurou.

O treinador do Sporting falou sobre o impacto que o mercado pode ter nos jogadores.

Todos os treinadores sofrem um pouco com isso. Até em clubes grandes há jogadores que querem sair. Sabemos que há jogadores que vão sair. Durante o mês podem estar um pouco mais ansiosos porque há reuniões, os empresários falam com eles, é impossível isso não mexer com os jogadores. Falamos com ele como falávamos com o Matheus… O que lhe damos é o conforto de estar num grande clube, tem o apoio de todos, joga… Depois é enquadrar tudo consoante as caraterísticas de cada um. É tentar conhecer os jogadores, tranquilizá-los e deixar o mês passar. O treinador tem de estar um bocadinho mais atento, podem estar ansiosos em um ou outro treino ou jogo, mas é a gestão normal. Vejo isso com naturalidade. Críticas da gestão? Isso ultrapassa-me, mas quando os resultados não aparecem há sempre problemas, e a melhor forma de ultrapassar isso é ganhar ao Vizela para chegar aos lugares cimeiros, não ser despedido e continuar o meu trabalho”, concluiu.

Veja também:Benfica tenta o regresso de Gonçalo Guedes – ÚLTIMA HORA

Deixe uma resposta