Internacional

Freitas Lobo arrasa Ronaldo: ‘Foi deplorável para um capitão da Seleção’

Cristiano Ronaldo e o comentador Luís Freitas Lobo

Luís Freitas Lobo foi muito crítico em relação Cristiano Ronaldo, depois da pausa para as seleções. Em causa estão as declarações que o capitão da Seleção Nacional proferiu, ao considerar que a chegada de Roberto Martínez à equipa das quinas foi uma lufada de ar fresco.

Veja também: Manuel José: ‘Ar fresco era se tirassem Ronaldo da Seleção’

O comentador considera que as declarações de Ronaldo foram deselegantes para com Fernando Santos.

-

É evidente que aquilo são indiretas para o Fernando Santos de forma clara e de forma deplorável, lamentável e escusada para um capitão da Seleção Nacional. Eu, vendo aquilo, incomodou-me e mais do que incómodo, senti tristeza de ver um jogador da dimensão do Cristiano, que é o nosso melhor jogador de todos os tempos, ter aquele tipo de discurso que eu acho que, para além de ser injusto para o Fernando Santos, é completamente descabido“, afirmou no podcast Visão de Jogo.

Freitas Lobo foi mais longe e considerou que o astro português deveria ter seguido o exemplo de Bruno Fernandes e João Cancelo.

“A Seleção é algo que me toca desde sempre e ver um capitão a falar assim com indiretas para empresários e para ex-selecionador que foi só campeão da Europa, como é evidente não lhe fica bem, é despropositado, descabido, quando poderia ter tido outro tipo de discurso como teve o Bruno Fernandes e que teve sobretudo João Cancelo no fim do jogo com o Liechtenstein de uma forma clara. Era aquele discurso que o Cristiano Ronaldo deveria ter tido. O que o Cancelo disse, era o que Ronaldo deveria ter dito“, referiu.

Veja também: Bruno Fernandes arrasa jornal Record com Ronaldo metido ao barulho

O comentador fez questão de frisar que estava a criticar aquilo que Ronaldo fez fora de campo e não a sua qualidade como jogador.

Tudo isto que eu digo não tem nada a ver com o Cristiano jogador, que é aquilo que eu gosto de discutir, e acho que como jogador esteve muito bem, jogou muito bem, fez golos e justificou a sua titularidade. Dentro do campo, muito bem, fora do campo, muito mal“, atirou.

“Aquilo que eu quero falar é do Cristiano jogador de futebol e eu gostava que ele também se concentrasse só nisso, que deixasse este tipo de declarações e que se concentrasse naquilo que ele faz bem que é jogar futebol e mostrasse que ainda está num nível alto para jogar na Seleção, mesmo jogando na Arábia Saudita, festejar os golos com aquela garra. Que mostre e diga: ‘Não, eu não estou acabado. Vou mostrar que ainda posso jogar’. Ronaldo como o futebolista: é nisto que de facto me quero concentrar, motivar. Que felicidade enorme se ele mostrar a sua qualidade. Agora ele provocar que se fale dele pelo que faz fora do campo em termos de declarações é que eu acho que joga contra ele“, acrescentou.

Veja também: Gesto de Ronaldo no Portugal-Liechtenstein arrasado: ‘A falta de vergonha é incrível’ (VÍDEO)

Deixe um comentário