Nacional

FC Porto acusado de batotice e de “aldrabar as contas”

Jorge Nuno Pinto da Costa, presidente do FC Porto

Bruno Costa Carvalho pronunciou-se sobre as recentes transferências que o FC Porto e V. Guimarães protagonizaram no último mercado de transferências.

Veja também: José Eduardo Moniz deixa o cargo de ‘vice’ do Benfica

Recorde-se que Francisco Ribeiro e Rafael Pereira deixaram os dragões para rumar aos vimaranenses por 15 milhões de euros e, em sentido contrário, Romain Correia e João Mendes mudaram-se de Guimarães para o Porto.

O antigo candidato à presidência do Benfica considera que estas transferências não passam de uma manobra para o FC Porto contornar o fair-play financeiro da UEFA.

O FC Porto, ao vender ficticiamente jogadores para aldrabar as suas contas, consegue, desse modo, contornar as regras do fair-play financeiro da UEFA. Assim, pode contratar à vontade e ter uma competitividade que, na verdade, estaria proibido de ter. Uns batoteiros… Já agora, deve ter havido um empresário envolvido no esquema e na mentira“, escreveu nas suas redes sociais.

Veja também: “Jogar nos rivais? Sporting está no meu coração mas…”

Bruno Costa Carvalho apela à intervenção da UEFA e da Liga.

Seria bom que a UEFA e a Liga interviessem e punissem exemplarmente todos os envolvidos na trafulhice“.

O empresário apelou também a uma reação do Benfica e fez uma alusão ao caso das VMOC do Sporting.

Os verdes e brancos não pagam dívidas aos bancos e elas são-lhes perdoadas e estes recorrem a esquemas para fugirem às regras da UEFA. Uns e outros estão a ter uma competitividade que normalmente estariam impedidos de ter. O Benfica não pode ficar calado“, escreveu.

Veja também: “Rui Costa nem sequer foi bom administrador como pode ser bom presidente?”

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!