Nacional

Sporting ao ataque: “É o 2º jogo que o Benfica tem esta ajuda miraculosa”

Florentino Luís em disputa de bola no V. Guimarães-Benfica

Miguel Braga foi uma das vozes críticas em relação ao desempenho da equipa de arbitragem liderada Rui Costa no V. Guimarães-Benfica. O diretor de comunicação do Sporting apontou o dedo ao VAR Luís Ferreira por não ter chamado o árbitro para analisar o lance entre Florentino Luís e André André na área do Benfica e defende que este foi o segundo jogo em que os encarnados foram beneficiados pela arbitragem.

Veja também: Piada de Joana Marques sobre Rafa nos Globos de Ouro já é viral (VÍDEO)

Miguel Braga defende que os critérios não são claros, comparando este lance com o lance da grande penalidade na derrota do Sporting com o Boavista.

É o segundo jogo onde o VAR, inexplicavelmente, não atua e isso teve influência direta no resultado e nos pontos conquistados pelo Benfica. Foi primeiro com o Vizela e agora com o V. Guimarães! Não podemos compactuar com isto. Temos de lembrar que na penúltima jornada, no Bessa, houve um penálti que ditou a nossa derrota pois houve um toque com um jogador a desmaiar dentro de campo. Aí João Pinheiro não teve dúvidas e o VAR também não. É um penálti à portuguesa que nós discordámos mas tentámos aceitar o critério, com dificuldade. Não podemos é aceitar que o critério mude ao sabor das camisolas e ao sabor do vento…é uma coisa inexplicável! A falta do Florentino sobre o André André é uma falta pior do que aquela que, alegadamente, o Esgaio faz. Uma coisa é o contacto e outra é uma rasteira por isso é incompreensível como não é assinalado penálti. É o segundo jogo onde o nosso rival é beneficiado por erros humanos do VAR. O VAR existe para fazer face aos erros dos árbitros, não é suposto haver um erro humano do VAR. É o segundo jogo em que o Benfica tem esta ajuda miraculosa que não se percebe. Num evitou-se a derrota e no outro deram-se os argumentos para a vitória. Nenhum árbitro pode estar contente com o que se está a passar, nem o Conselho de Arbitragem, nem ninguém que gosta de futebol dada a dualidade de critérios”, afirmou no programa Raio-X da Sporting TV.

Veja também: Rodolfo Reis: “Contra o Benfica, o Sporting cala-se e não existe. Vais longe, Varandas”

Miguel Braga pede a uniformização dos critérios de avaliação dos lances.

“Tem sido apanágio nos nossos rivais sempre que perdem dizerem que culpa é sempre dos outros. Nós, esta época, temos mostrado a diferença pois temos perdido e não atacámos de forma sectária a arbitragem. Explicámos o penálti do Esgaio, mas não podemos aceitar que se mude de critério passado uma semana. Também não aceitamos quando num dia há penálti num ressalto para o braço num jogo do Benfica e no dia seguinte isso não acontece num outro jogo“, referiu.

O dirigente leonino também se pronunciou sobre a arbitragem de Tiago Martins no triunfo do Sporting sobre o Gil Vicente.

“Vencemos o jogo mas não gostei da arbitragem. O Tiago Martins, pelo menos é a perceção que dá, com uma situação de jogo perde o controlo e depois aparenta uma instabilidade emocional. Não tem tido muita sorte nos jogos com o Sporting pois há sempre um ou outro acontecimento que faz despoletar esta situação. Ele quase que estragava um jogo fácil de arbitrar incendiando as bancadas e enervando os jogadores“, concluiu.

Veja também: Jornalista inglês chama idiota a Ten Hag e atira: “A forma como está a tratar Ronaldo é vergonhosa”

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!