Nacional

Rodolfo Reis: “Vai haver um jogo espetacular entre padres no seminário”

Rodolfo Reis, comentador da CMTV

A conquista da Taça da Liga por parte do Sporting foi motivo de análise de Rodolfo Reis no programa desportivo da CMTV.

O comentador afeto ao FC Porto considera que o SC Braga tem razões de queixa da arbitragem de Tiago Martins e que “o Sporting está a fazer de calimero“.

Veja também: Bernardo Silva arrasa Benfica: “Depois do ingrato chegou o impaciente” (VÍDEO)

Na ótica de Rodolfo Reis, o lance que deu origem ao golo de Porro é precedido de uma falta inexistente sobre Palhinha. O comentador prosseguiu a sua análise à arbitragem, criticando as expulsões de Carlos Cavalhal e Rúben Amorim. Neste caso o ex-jogador considera que a abordagem deveria ter sido feita de outra forma.

O quarto árbitro foi um grande palerma. Nestas situações têm de chegar ao banco e dizer para que os treinadores se comportem“, referiu numa crítica dirigida ao 4º árbitro Manuel Mota.

Rodolfo Rei ironizou a questão, lembrando a discussão entre Jorge Jesus e Sérgio Conceição, aquando do clássico entre FC Porto e Benfica.

É o Jesus e o Conceição? Os maus são o Jesus e o Conceição e, afinal, temos aqui dois treinadores… ah, já estou a ver. É o Rúben Amorim e o Carlos Carvalhal, que também se zangam e trocam palpites“, atirou.

Veja também: A reação de João Félix após ser novamente substituído no Atl. Madrid

Rodolfo Reis diz que “afinal, não há pureza só de um lado. Há pureza, zangas, segundas intenções e terceiras“, disse, ao mesmo tempo que considerou que a linguagem mais feia faz parte dos jogos de futebol.

De resto, quem não compreender isso, para Rodolfo Reis tem ‘bom remédio’. “Vai haver um jogo espetacular entre padres no seminário, onde se vão tratar todos por você e senhor“, ironizou.

Sobre a expulsão de Pedro Gonçalves, o comentador diz que “o árbitro não é tolo” e calcula que o médio leonino terá sido expulso em virtude de insultos.

Ainda assim o antigo médio considera que “há muitos árbitros que querem ser mais estrelas que os jogadores“. “Num jogo de futebol ninguém pode ser mais estrela que os jogadores. O público vai lá para ver os jogadores, para aplaudir, assobiar”, frisou.

Veja também: Jesus confirma Svilar frente ao Nacional mas engana-se no nome (VÍDEO)

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!