Nacional

Pinto da Costa e Vieira sob mega investigação por fraude fiscal

Segundo adianta a revista Sábado, o Ministério Público tem em curso cinco mega investigações por suspeitas de fraude fiscal e branquamento de capitais.

Em causa estão as contratações de vários jogadores, que levantaram suspeitas da existência de fuga ao Fisco, através de documentos fictícios. Estamos a falar de valores na ordem dos milhões de euros.

Veja também: VÍDEO: Ronaldo recorda o golo que lhe roubaram no Estádio do Boavista


A lista de suspeitos envolvem 40 pessoas, entre elas o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, o presidente do Sp. Braga, António Salvador, o empresário Jorge Mendes e o advogado Carlos Osório.

Os documentos aos quais Rui Pinto teve acesso ilicitamente terão contribuído de forma decisiva para esta investigação.

Refere a mesma publicação que o processo que envolve Pinto da Costa é o que está numa fase mais avançada. O líder dos azuis e brancos é suspeito de ter obtido uma vantagem patrimonial ilegal de cerca de 20 milhões de euros, nas transferências de 15 jogadores, entre os quais Jackson Martinez, Iker Casillas, Radamel Falcão, James Rodriguez, Imbula, Mangala e Danilo Pereira.

Veja também: FOTOS: Ronaldo mimado pela família no dia de aniversário

No que concerne ao caso do Benfica, Vieira está sob investigação por causa das transferências de André Carrillo, Pizzi, Jiménez, Júlio Cesar, Ola John e Jonas.

Além do FC Porto, o Benfica, Sporting, Marítimo, Braga, Estoril, Guimarães e Portimonense também são visados nos inquéritos do MP, por causa dos contratos relativos aos direitos económicos de jogadores de futebol profissional, bem como os contratos de direitos de imagem, de atribuição de prémios de assinatura, entre outros.

Veja também: CR7 está velho? 35 fotos que provam o contrário: O corpo de sonho de Ronaldo

A reação do FC Porto

Entretanto o FC Porto não perdeu tempo em reagir, ainda antes de a revista Sábado ter ido para as bancas.

“Nunca a FC Porto SAD e/ou o presidente do seu Conselho de Administração foram interpelados, ouvidos ou interrogados em qualquer tipo de inquérito ou diligência judicial similar sobre qualquer uma destas matérias.

Se estes inquéritos existirem, o que só se admite por mera hipótese de raciocínio, estariam em segredo de justiça e numa fase embrionária, pelo que se estranha esta fuga de informação cirúrgica em vésperas de um FC Porto-Benfica decisivo para o campeonato. A FC Porto SAD e o presidente do seu Conselho de Administração manifestam, como sempre, a sua disponibilidade para fornecerem todos os elementos contabilísticos e pessoais que forem solicitados, como já o fizeram, em devido tempo, à Unidade de Grandes Contribuintes da Autoridade Tributária. A FC Porto SAD e o presidente do seu Conselho de Administração não deixarão de exigir em sede própria responsabilidades aos artífices desta patranha” , pode ler-se no comunicado.

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!