Internacional

O património milionário que Pelé deixou após a sua morte

Pelé, com três Mundiais que conquistou

O futebol ficou muito mais pobre com a partida da sua primeira estrela: Pelé morreu aos 82 anos, devido a complicações decorrentes do cancro do colón que padecia.

Veja também: Fernando Mendes arrasa: ‘Estão cegos? O Benfica é que é iluminado?’

Para trás ficaram as memórias de jogadas brilhantes e as conquistas ao serviço do Santos e da seleção brasileira, assim como muitos milhões.

Segundo adianta o site especializado Celebrity Net Worth, o património líquido de Pelé ultrapassa os 100 milhões de dõlares (cerca de 93,8 milhões de euros). O malogrado ex-jogador investiu em imóveis e um dos seus maiores negócios foi a aquisição de uma mansão nos Hamptons, Nova Iorque, a troco de 100 mil dólares (93,8 mil euros). Em 2008 vendeu o imóvel por quase três milhões de dólares (2,81 milhões de euros).

Pelé ainda recebia uma pensão de reformado no Brasil, desde 2014, de quase três mil reais (cerca de 552 euros).

“Pago metade do bilhete no cinema e não pago transportes públicos. Depois do Mundial’2014, serei reformado em pleno porque de direito já sou”, chegou a confessar numa entrevista à revista Veja.

Veja também: Ronaldo já estreou o novo Rolls Royce nas ruas de Madrid (Vídeo)

Mas a principal fonte de receita foram os contratos publicitários que celebrou, após terminar a carreira.

Não fiquei rico com o futebol como os jogadores de hoje. Ganhei dinheiro com publicidade, quando parei de jogar, mas nada de tabaco, álcool, política ou religião“, revelou.

Deixe uma resposta