Nacional

O gesto da Seleção para ajudar jogadores do futebol não profissional

A pandemia do coronavírus afeta todas as áreas da sociedade e o futebol não exceção.

Veja também: Irina Shayk falou sobre a mãe do filho mais velho de Ronaldo

Mas quando pensamos em futebol, apenas recordamos os grandes jogadores que vivem vidas mais confortáveis do que o comum dos mortais. Muitas vezes esquecemo-nos que apenas uma minoria dos jogadores recebe milhões e que há muitos mais que levam para casa o ordenado dito normal.

Por isso os jogadores e clubes que militam no futebol passam com dificuldades com a ausência de receitas, uma vez que os campeonatos estão interrompidos.

Veja também: Jogador do FC Porto furioso com mulher ao descobrir que não era pai do seu filho

Foi a pensar nestes casos que os jogadores da Seleção Nacional decidiram doar metade do prémio que iriam receber pela qualificação para o Euro 2020 ao futebol não profissional.

Os jogadores, treinadores e dirigentes da equipa das quinas receberiam um milhão de euros de prémio. Metade deste valor será acrescentado aos 4,7 milhões de euros que a Federação Portuguesa de Futebol já havia disponibilizado para um fundo de ajuda contra o Covid-19.

Veja também: FOTOS: Ronaldo teve Estádio da Choupana ao seu dispor só para treinar

Campeonato de Portugal, Liga feminina, 2ª Divisão feminina, Liga de futsal, 2ª Divisão de futsal e Liga feminina de futsal, serão as competições contempladas com esta preciosa ajuda.

A verba reforçará o fundo de apoio às competições criado pela FPF e que prevê a distribuição de 4,7 milhões de euros às associações distritais e clubes de futebol não profissional, para que jogadores e treinadores possam ser apoiados até ao final da época 2019/20”, detalha a FPF.

Deixe uma resposta