Nacional

“Não vou dizer o que o Pote e o Nuno Santos disseram ao nosso banco”

Sérgio Conceição em antevisão de um jogo do FC Porto

Na conferência de imprensa de antevisão ao FC PortoSC Braga, a contar para a 2ª mão das meias-finais da Taça de Portugal, Sérgio Conceição abordou o clássico deste fim de semana com o Sporting.

Veja também: Revelados quais os clubes que querem roubar Rúben Amorim ao Sporting

Desta vez o técnico dos dragões voltou a abordar a polémica dos gritos por parte dos bancos, depois de ser questionado sobre as polémicas palavras que proferiu a Carlos Carvalhal no embate com os bracarenses na 1ª mão.

Aquilo que se passa no campo fica no campo. Se for a contar tudo o que disse a adversários e o que eles me disseram… Tudo o que se passa num desporto cheio de paixão e sempre no limite das características que o ser humano pode ter, começava agora e acabava dentro de 10 anos. Isso não é bonito. Se calhar é mais importante isso do que o que fizemos frente ao Sporting, não lhe permitindo um remate enquadrado, com várias ocasiões para fazer golo. Ninguém fala disso. Não sou eu que vou dizer o que o Pote e o Nuno Santos disseram ao nosso banco“, afirmou.

Veja também: Benfica com baixa de peso para o jogo com o Rio Ave – ÚLTIMA HORA

O técnico dos dragões realçou que se dá demasiada importância àquilo que está à volta do futebol.

“Há quem use isso para mascarar situações mais importantes. Faz parte, é o que vende. Muitos não comentam verdadeiramente o futebol, mas o que se passa a volta do futebol. Comentou-se a vitória frente à Juventus? As dinâmicas e a forma como condicionámos a Juventus? Não há tempo para comentar o verdadeiro jogo. Quem é apaixonado pelo futebol fala do jogo, quem é subserviente e quer o tachinho comenta o que há à volta do futebol. Para mim, importante em Braga foram as duas grandes exibições, com menos jogadores. E, claro, dar mérito ao Braga, porque acreditou”, referiu.

Veja também: Sporting: “Há uma mola no banco do FC Porto que os obriga a saltar o triplo”

Sobre a partida de amanhã, Conceição elogiou as dinâmicas ofensivas e defensivas do adversário, considerando o SC Braga como a melhor equipa a jogar em Portugal.

São a melhor equipa a jogar em Portugal neste momento. Algumas equipas têm a linha defensiva com dois centrais e dois laterais, mas depois os alas descem e fica uma linha de seis. Depende muito de como as equipas abordam os esquemas. Há uma forma de defender no primeiro momento do SC Braga, quando estão numa zona mais central defendem em 4x5x1, quando estão mais em baixo defendem com um 3x5x2. É uma equipa com jogadores acima da média, com um excelente treinador, com uma excelente estrutura e com quem tive a oportunidade de trabalhar. Conheço bem. Na minha opinião, é a melhor equipa a jogar em Portugal, quando têm bola, na sua organização ofensiva, são a melhor equipa em Portugal neste momento“, concluiu.

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!