Nacional

Luís Pina condenado a 4 anos de prisão pela morte de Marco Ficini

Luís Pina, elemento dos No Name Boys condenado pela morte de Marco Ficini

O principal arguido no processo do atropelamento mortal do adepto italiano de futebol Marco Ficini, junto ao Estádio da Luz, em Lisboa, em 2017, foi hoje condenado a quatro anos de prisão efetiva, por homicídio por negligência grosseira.

Na altura, Melo Alves defendeu que quem infringiu as regras da estrada não foi Luís Pina, mas Marco Ficini, criticando a investigação da Polícia Judiciária.

Veja também: Georgina revela detalhes da intimidade com Ronaldo: “É uma bomba”

O Ministério Público pediu a condenação do arguido por homicídio por dolo eventual, omissão de auxílio e ofensas à integridade física.

Luís Pina, ligado à claque benfiquista No Name Boys, foi acusado pelo Ministério Público do homicídio de Marco Ficini e de outros quatro homicídios na forma tentada – dos quais foi agora absolvido -, enquanto os restantes 21 arguidos no processo (com ligações aos No Name Boys ou à claque sportinguista Juventude Leonina) foram acusados de participação em rixa, dano com violência e omissão de auxílio.

Veja também: Fernando Madureira envolvido em combates de rua (VÍDEO)

Os factos remontam à madrugada de 22 de abril de 2017, quando Marco Ficini, que pertencia à claque do clube italiano Fiorentina ‘O Club Settebello’ e era adepto do Sporting, morreu após um atropelamento e fuga junto ao Estádio da Luz, horas antes de um jogo entre o Sporting e o Benfica.

Veja também: Espanhóis falam em ataque de Jesus ao Barça após o Benfica-Standard

Fonte: LUSA

Deixe uma resposta