Internacional

Fim da novela: Lionel Messi vai continuar no Barcelona

Lionel Messi concedeu uma grande entrevista ao site Goal, onde comunicou a sua decisão em relação ao seu futuro. O internacional argentino decidiu permanecer no Barcelona.

Veja também: Um dos maiores escândalo no futebol? Marco Veratti que joga no PSG é uma mulher…

Messi começou por justificar o motivo pelo qual demorou tanto tempo a quebrar o silêncio.

Primeiro porque depois da derrota em Lisboa foi muito difícil. Sabíamos que era um rival muito difícil, mas não que ia terminar daquela maneira, com essa imagem tão pobre para o clube e para o barcelonismo. Deixámos uma imagem muito má. Estava mal, não tinha vontade de fazer nada. Queria que o tempo passasse para depois explicar tudo”, afirmou.

Veja também: FOTOS: As BOMBAS que decoram a garagem de Dolores Aveiro

Questionado sobre os motivos que o levaram a considerar fortemente a possibilidade de deixar o Barcelona, o astro argentino desmente que tenha sido a pesada derrota diante do Bayern. Messi diz que o presidente do Barcelona Josep Maria Bartomeu não cumpriu com a sua palavra.

Disse ao clube e, principalmente, ao presidente que queria ir-me embora. Falei sobre isto durante todo o ano. Achei que era o momento de dar um passo ao lado. Achei que o clube necessitava mais de gente jovem, de gente nova, e achei que a minha etapa no Barcelona havia terminado, sentindo muito porque sempre disse que queria terminar minha carreira aqui. Foi um ano muito complicado, sofri muito nos treinos, nos jogos e no balneário. Foi tudo muito difícil e chegou um momento em que planeei procurar novos objetivos, novos ares. Não foi por causa da derrota na Champions para o Bayern, já estava a pensar nessa decisão há muito tempo. Disse isso ao presidente e bom, o presidente sempre disse que no fim da temporada eu podia decidir se queria ir ou ficar, mas no fim de contas ele não cumpriu a sua palavra“, revelou.

Veja também: FOTOS: Depois do iate de luxo Ronaldo já comprou um novo Bugatti

Mágoa e revolta

Questionado se sentiu sozinho ao longo de todo o processo, Messi garante que teve sempre o apoio daqueles que sempre estiveram a seu lado. No entanto aqueli que mais lhe tocou foi as dúvidas que se levantaram em torno do seu amor ao Barcelona.

“Não… não me senti sozinho. Do meu lado estiveram as mesmas pessoas de sempre. Isso basta e fortalece-me. Mas senti -me mal por coisas que ouvi das pessoas, dos jornalistas, de pessoas que colocaram em dúvida meu barcelonismo e dizerem coisas que eu acho que não merecia. Isso também serviu para ver quem é quem. Este mundo do futebol é muito difícil e tem muita gente falsa. Isso tudo que aconteceu serviu para reconhecer muita gente falsa por quem eu tinha consideração. Doeu muito quando duvidaram do meu amor por este clube. Por mais que eu vá embora ou que fique, meu amor pelo Barcelona não vai mudar nunca“. assegurou.

Veja também: FOTOS: Ronaldo compra o apartamento mais caro de sempre em Portugal

“Muitas coisas que disseram que me magoaram. Sempre coloquei o clube à frente de qualquer coisa. Tive a chance de sair do Barça muitas vezes. Dinheiro? Todos os anos sair e ganhar mais dinheiro do que ganhei no Barcelona. Sempre disse que esta era a minha casa e era o que eu sentia e o que eu sinto. Lugar melhor que aqui é difícil. Sentia que precisava de uma mudança e novos objetivos, coisas novas“.

Dedo apontado à direção

Messi deixa ainda uma crítica direta à forma como o clube tem sido gerido.

“Claro que foi muito difícil decidir. A decisão não veio com o resultado do Bayern, veio depois de muitas coisas. Sempre disse que queria terminar a minha carreira aqui e sempre disse que queria ficar aqui. Que queria um projeto vencedor e ganhar títulos com o clube para continuar a aumentar a lenda do Barcelona ao nível dos títulos. E a verdade é que há algum tempo que não há projeto nem nada, estão a fazer malabarismo e vão tapando os buracos à medida que as coisas acontecem. Como disse antes, sempre pensei no bem estar da minha família e do clube”, atirou.

Por último o argentino abordou a polémica questão da cláusula de rescisão.

“Estávamos seguros que eu ficaria livre, o presidente sempre disse que no final da temporada eu podia decidir se ficava ou saía e agora agarram-se ao facto de eu não ter dito antes de 10 de junho quando, a 10 de junho, ainda estávamos a disputar a Liga à conta deste vírus de merda e que alterou as datas todas. E é por isso que vou continuar no clube. Vou continuar porque o presidente me disse que a única maneira de eu sair era pagar a cláusula de 700 milhões, que é impossível, e a outra forma era ir à Justiça. Jamais iria para a Justiça contra o clube da minha vida, por isso fico no Barcelona. Tenho aqui a minha vida, o Barça deu-me tudo“, concluiu.

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!