Nacional

Fernando Santos explica a chamada de Matheus Nunes

Matheus Nunes em ação pelo Sporting

Matheus Nunes foi a principal novidade dos convocados da Seleção Nacional para o duplo compromisso com o Qatar e o Luxemburgo.

Veja também: José Semedo, amigo de Ronaldo, de luto após morte da mulher

Fernando Santos procurou justificar o motivo pelo qual decidiu chamar o médio do Sporting.

Se convocámos o Matheus é porque entendemos, e como já tinha dito, é um jogador que acho que tem caraterísticas que podem complementar relativamente aos que costumamos ter como opção. Agora é vê-lo em contexto de seleção, ao nível de clube joga numa linha de três e com dois no corpo central, aqui jogamos numa realidade diferente“, afirmou.

O selecionador nacional explicou a chamada de Pepe, que recentemente falhou o embate do FC Porto contra o Liverpool, devido a lesão.

A informação que tenho é que o jogador está disponível. Há um caso de um jogador, que é o Otávio, que estaria convocado e que está numa situação semelhante, mas tenho informação que não está disponível“, referiu.

Veja também: Ferdinand revela em direto mensagem de Ronaldo após o United-Villarreal

Fernando Santos foi ainda confrontado com as críticas que ouviu aquando da primeira chamada de Diogo Costa, que é repetente neta convocatória.

O selecionador não garante que o guardião dos dragões tenha minutos.

Vamos ver. Nestes dois jogos é difícil dar-lhe minutos. Temos dois guarda-redes que normalmente têm presença pela sua qualidade. O Rui Patrício e Anthony Lopes. Depois têm vindo outros. José Sá, Rui Silva, Diogo Costa. Temos de decidir quando é a oportunidade. Da outra vez decidimos de uma forma, agora vamos ver”, disse.

Veja também: Ronaldo salva Man. United como golo dramático aos 90+5′ (VÍDEO)

Por fim, Fernando Santos salientou as dificuldades que Portugal ainda irá enfrentar nesta fase de qualificação para o Mundial 2022, nomeadamente o jogo com o Luxemburgo.0

É seguro que é até ao fim, temos três finais para disputar. Dependemos só de nós e isso é uma vantagem, mas para chegarmos ao último jogo nessa qualidade temos de ganhar tudo. Temos de olhar para o particular com o Qatar com muita atenção, mas o jogo frente ao Luxemburgo e frente à Irlanda não são fáceis, todos os jogos são muito complicados. Na primeira ronda no Luxemburgo foi muito difícil, estivemos a perder até. Trabalhámos muito para dar a volta. Com a Irlanda também sabemos as dificuldades, há que ganhar todos os jogos, é o nosso objetivo“, concluiu.

Veja também: Rui Pedro Braz reage à vitória do Benfica sobre o Barça na Champions

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!