Nacional

FC Porto processado pela Doyen devido a dívida no negócio de Brahimi

Yacine Brahimi quando representava o FC Porto

A Doyen decidiu avançar com um processo de execução contra o FC Porto, na sequência de uma dívida de 1,78 milhões de euros relativa à transferência de Yacine Brahimi.

A Doyen detinha uma parte do passe do argelino, mesmo depois do FC Porto ter exercido opções de compra.

Uma vez que Brahimi deixou o FC Porto a custo zero, para ir para o Al-Rayyan do Qatar, o fundo acionou a cláusula de venda prevista no contrato, no valor de 1,5 milhões de euros, aos quais acrescem juros de mora.

Veja também: Félix goza com Bruno Fernandes por causa desta FOTO e leva resposta

No Relatório e Contas Consolidado de 2019/2020 da SAD do FC Porto pode ler-se: “A 23 de julho de 2014, a Empresa celebrou com a Doyen Sports Investments Limited, um contrato tendo em vista a cedência de parte dos direitos económicos, em regime de associação económica, do jogador Brahimi pelo montante de 5.000.000 Euros. Este contrato previa opções de recompra por parte da FC PORTO, SAD de até 55% dos direitos económicos até junho de 2017, e opções de venda de até 80% dos direitos económicos por parte da Doyen até setembro de 2017.”

Veja também: Ali Daei já tem tudo preparado para quando Ronaldo bater o seu recorde

Deixe uma resposta