Nacional

FC Porto arrasa arbitragem do Varzim-Benfica e do jogo com o Casa Pia: ‘Não surpreende…’

Jogadores do FC Porto festejam golo na vitória sobre o Gil Vicente na Taça da Liga

Depois da vitória sobre o Arouca na Taça de Portugal, o FC Porto atirou-se à arbitragem do Varzim-Benfica.

Veja também: Comunicado forte do Al Nassr após acusações graves a Ronaldo

Os azuis e brancos consideram que o triunfo encarnado ficou marcado por duas grandes penalidades por assinalar a favor dos poveiros.

Para que na disputa desses troféus impere a verdade desportiva, é essencial que todas as equipas que entram em cada um dos campos atuem em conformidade. Infelizmente, isso não tem acontecido. Na terça-feira, na Póvoa de Varzim, o Benfica qualificou-se para os quartos de final da Taça de Portugal depois de vencer por 2-0 um jogo em que, segundo os especialistas, ficaram por assinalar dois penáltis a favor do Varzim. Tendo em conta que o videoárbitro era Bruno Esteves, não foi surpreendente“, pode ler-se na newsletter Dragões Diário.

Veja também: Benfica vai mexer na defesa: Os 2 sacrificados que estão de saída

O FC Porto apontou ainda para uma grande penalidade que ficou por marcar sobre Galeno no jogo com o Casa Pia, lembrando o histórico do videoárbitro da partida Hugo Miguel..

“O que se passou nesta ronda da Taça é ainda mais relevante se tivermos em consideração que surge na sequência de um jogo do campeonato marcado por um erro grave. O penálti que ficou por assinalar sobre Galeno no duelo com o Casa Pia – reconhecido, até, por um painel da CMTV composto por antigos jogadores que são adeptos de outros clubes e por representantes da imprensa de Lisboa – fica para a história como mais um erro com impacto num resultado do campeonato, na distribuição de pontos e na classificação da liga. E também não foi surpreendente, na verdade, tendo em conta que o videoárbitro era Hugo Miguel. Basta recordar dados avançados pela imprensa no final de 2020/21 e baseados nas análises de especialistas em arbitragem: na altura, Hugo Miguel tinha um histórico de oito erros em prejuízo do FC Porto e um a favor; 19 erros a favor do Benfica e apenas quatro contra; e oito a favor do Sporting e 12 contra. Desde então, protagonizou a proeza de provocar, em Braga, a primeira derrota do FC Porto no campeonato em 58 jogos“, escreveu.

Veja também: ‘Por que é que Ronaldo não se casa com Georgina?’ – A resposta arrasadora de Kátia Aveiro

“Como é evidente, pode ser uma enorme coincidência que, de acordo com as opiniões dos especialistas, determinados árbitros cometam erros graves quase sempre a favor dos mesmos e quase sempre contra o FC Porto. Mas essa sucessão de erros é, no mínimo, um sintoma de incompetência que não pode ser tolerada. Os adeptos merecem respeito e exigem que seja o mérito desportivo a decidir o vencedor de cada prova”, concluem.

1 comentário

  • Para a máfia corrupta Benfica foi tudo limpinho não houve casos “verdade desportiva” agora parece que os portistas andam na LUA andam com AZIA à muito tempo veio um treinador cheio de força os papagaios parasitas malandros fizeram uma grande propaganda festa cerimónia anúncios que iria arrasar tudo convicto que em Portugal seria um passeio brincadeira excursão mas quem tem culpa não são os espertos habilidosos manhosos Benfica É o FCP que joga muitas vezes sem MOTIVAÇÃO energia responsabilidade e claro dá alegrias excitações satisfações ao maior corrupto Benfica.

Deixe uma resposta