NacionalVídeos

Conceição reage às críticas sofridas após o arraso aos jogadores (Vídeo)

Sérgio Conceição em antevisão de um jogo do FC Porto

Como já era esperado, Sérgio Conceição foi questionado sobre as duras críticas que teceu aos jogadores após a derrota pesada do FC Porto diante do Liverpool na Liga dos Campeões.

Veja também: O momento em que Otamendi gozou com Ansu Fati: “É o Messi?” (VÍDEO)

O técnico dos dragões defendeu que foi a voz do descontentamento geral com o sucedido.

“A mensagem que foi passada é a mesma mensagem que é passada há quatro anos. Existe uma base de compromisso no clube, e há certos princípios que têm de ser respeitados. É nesses princípios que nos focamos. Depois, há a preparação do jogo e, aí, o único responsável por não conseguirmos um resultado no último jogo sou eu.

Nos últimos quatro anos de Champions, foi sempre enaltecida essa boa campanha internacional que tivemos. Há bem pouco tempo, derrotámos o atual campeão da Europa, o Chelsea, e fomos a única equipa a retirar pontos ao Manchester City até à final. Ganhámos também contra uma equipa poderosa, como a Juventus, e agora parece que caiu o Carmo e a Trindade. Gosto disso, porque o FC Porto é uma equipa habituada a vencer, mas as pessoas têm de ter noção de que este mesmo Liverpool, sem dois ou três jogadores influentes, perdeu 2-7 contra uma equipa média, o Aston Villa. Há resultados e jogos que, dentro da preparação e do contexto, têm situações que controlamos e não controlamos. Trabalhamos para que não aconteça. Aconteceu e não há nada a fazer. Há, sim, algo a fazer contra o Paços, e é nisso que estamos focados“, começou por referir na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o P. Ferreira.

Veja também: Crise de combustíveis no Reino Unido causa problemas a Ronaldo (Foto)

Conceição considera que o descalabro da Liga dos Campeões não terá efeitos no jogo de amanhã.

Não há implicações nenhumas. Foi analisado o que não foi feito, falei com os jogadores da mesma forma frontal que falo há quatro anos e com a imprensa. Talvez a imprensa esteja habituada a levar bluff de quem analisa os jogos, mas eu não. Coloco o meu sentimento cá para fora. Se as pessoas gostam mais ou menos…

Foi algo disparatado o que disse? Não, foi o que falei com os jogadores. Fui eu o principal responsável. Agora, há coisas que temos de falar e analisar o porquê de não terem acontecido. Não sou capaz de ver um outro jogo. Há uma ou outra situação que pode sair de forma exagerada, mas é o meu sentimento e o que passo aos jogadores. A mensagem passa de forma que eu sou, e não abdico das minhas convicções. Graças a Deus, segui-as sempre e não abdico delas por ambientes ou pressões. Sou assim e vou continuar assim”, concluiu.

Veja também: Colossos europeus de olho em dupla do Benfica após jogo com o Barça

Veja o momento no vídeo abaixo.

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!