Nacional

‘Ajuste de contas com o Benfica?’ A resposta de Rúben Amorim

Rúben Amorim sorri em conferência de imprensa do Sporting

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o SC Braga, a contar para a final four da Taça da Liga, Rúben Amorim não se deixou embalar no momento delicado que os bracarenses atravessam, não tendo dúvidas de que o Sporting vai enfeentar muitas dificuldades.

“Falámos sobre isso a época passada e no início desta. Estivemos um ano sem vencer, neste caso são dois, mas refiro-me a épocas desportivas. Tornou-se obrigatório vencer títulos esta época. SC Braga? É uma competição diferente. Basta olharmos para a época passada. SC Braga estava muito bem, nós não, tínhamos sido eliminados da Taça, da Liga dos Campeões, mas como era uma prova diferente conseguimos vencer [o SC Braga]. Vai ser uma espécie de final por toda a envolvente à volta da cidade de Leiria e tudo o que aconteceu no campeonato não vai entrar em campo na Taça da Liga. É um adversário que pode mudar alguns jogadores e isso muda a forma de jogar. São jogadores internacionais, um plantel muito bom e um dos melhores treinadores da história do clube. É um jogo muito difícil e as duas equipas querem chegar à final para ganharem um título. Para nós é obrigatório vencer títulos este ano e queremos começar já“, afirmou.

Veja também: Cristianinho foi ao 3º andar marcar de cabeça à Ronaldo (VÍDEO)

Amorim surpreendeu ao revelar a titularidade de Francisco Trincão e Franco Israel.

Vão ser os dois titulares [Trincão e Israel], portanto está aí a resposta ao impacto que têm tido e à forma como acreditamos neles“, referiu.

O treinador do Sporting foi ainda convidado a dar a sua opinião sobre o peso e o formato da Taça da Liga.

Eu dou muito peso e valor à Taça da Liga, ganhei várias como jogador e teve um significado muito grande quando a venci pelo SC Braga, numa fase difícil do começo da carreira com muita confusão à mistura. Foi um momento decisivo, até para nós como equipa técnica para depois desenvolvermos o nosso trabalho. Formato? Concordo mais com esta fase de grupos, mesmo sendo mais curta. Está um bocadinho feita para termos uma final four com as melhores equipas, e isso percebe-se um bocadinho. Mas acho que todas as equipas profissionais devem ter oportunidade. Às vezes temos que fazer sacrifícios para que todos tenham oportunidade de competir. Uma Taça da Liga onde todos participam, quanto a mim, tem mais valor do que chegarem os quatro principais clubes e competirem entre eles. Gosto deste formato porque dá hipóteses a toda a gente, e o Estoril foi o caso este ano. Diria que estou satisfeito com o formato porque um título é um título. Não podemos dizer que ganhamos os jogos e depois dizer que uma Taça não tem valor. Um título é um título e é a nossa hipótese de voltar aos títulos esta temporada“, disse.

Veja também: A reação de Taynan após gesto polémico no futsal contra o Benfica

Por último, Amorim pronunciou-se sobre um eventual ajuste de contas com o Benfica.

Quanto a ajustes de contas. Isto é uma competição diferente. O que interessa é chegar à final e não tenho preferências para a outra equipa. Penáltis? Treinámos ontem e hoje, de forma a estarmos preparados para todas as eventualidades do jogo”, concluiu.

O Adeptos de Bancada já está no YouTube com vídeos imperdíveis! Vai ficar de fora? Junte-se ao nosso 11 e subscreva o nosso canal aqui!

Deixe um comentário