Nacional

Varandas: “Bruno Fernandes era para ser vendido no verão”

Em entrevista ao diário desportivo Record, Frederico Varandas olhou para a época do Sporting, assumindo alguns erros que cometeu no planeamento da temporada.

Veja também: Messi pode deixar o Barcelona e juntar-se a Ronaldo na Juventus no final da época

O líder leonino reconhece que a venda de Bruno Fernandes aconteceu mais tarde do que havia previsto.

-

O momento de Bruno Fernandes ser vendido era no mercado de verão. E preparamos a época dando como adquirida a venda de Bruno Fernandes. Esse é um dos erros que eu assumo. Tivemos uma proposta única de 45 milhões fixos, mais 20 por objetivos. Achámos que não podíamos vender. Olhando para trás, de forma fria, condicionou e muito a época de futebol. (…) tínhamos de fazer 115 milhões líquidos em vendas neste dois anos. Foi um esforço tremendo”, afirmou.

Veja também: FOTOS: Ronaldo engordou coleção de bombas da sua garagem de luxo

Varandas aproveitou também para sair em defesa de Hugo Viana, diretor-deportivo, que tem sido um dos elementos da estrutura mais criticados pelos adeptos.

É de extrema injustiça o que se diz de Hugo Viana. (…) Os sportinguistas que entendam isto: eu precisei de fazer 115 milhões de euros em vendas só para sobreviver!“, atirou.

Veja também: CR7 está velho? 35 fotos que provam o contrário: O corpo de sonho de Ronaldo

Objetivos e reforços para a próxima época

O presidente verde e branco abordou ainda a hipótese de Adrien Silva voltar a Alvalade.

“Se houver necessidade… O Sporting estará sempre aberto às boas oportunidades. Sempre. É um jogador que conheço, como a minha mão. Mas não posso estar aqui a comprometer-me… Vai depender muito do que for o mercado…”, disse, ao mesmo tempo que confirmou o regresso de João Palhinha, jogador cedido ao Sp. Braga.

Veja também: VÍDEO; Ronaldo recorda o golo que lhe roubaram no Estádio do Boavista

Varandas assumiu ainda preocupação com o aproximar do máximo de derrotas do Sporting numa temporada (15, o Sporting tem nesta altura 13) e revela o que seria uma época razoável até ao final do verão.

Fazer uma boa digressão na Europa, porque é importante para o futuro do Sporting. E na Liga, andar com os olhos no 2.º lugar, garantindo no mínimo o 3.º“, concluiu.

Deixe um comentário