Internacional

Presidente da Turquia revela que Ronaldo foi vítima de jogada política no Mundial

Cristiano Ronaldo de punho em riste no Portugal-Gana

Recep Tayyip Erdogan, presidente da Turquia, saiu em defesa de Cristiano Ronaldo, durante um evento de cariz social.

Veja também: Trincão: ‘Tive de fazer vários sacrifícios para vir para o Sporting’

O presidente turco defende que o astro português foi alvo de um “veto político” durante o Mundial, pelo simples facto de o astro português, alegadamente, apoiar a causa da Palestina.

Desperdiçaram o Cristiano Ronaldo. Infelizmente, impuseram-lhe uma sanção política. Mandá-lo para o jogo na segunda parte, por 15 ou 30 minutos, arruinou o seu psicólogo e tirou-lhe energia. Ronaldo é alguém que apoia a causa da Palestina“, afirmou.

O político turco também deixou indiretas a Fernando Santos para explicar o rendimento abaixo do esperado de CR7 no Mundial.

Mandar um futebolista como Ronaldo para o campo quando faltavam 30 minutos para o final do jogo… Isso arruinou-o psicologicamente, retirou-lhe energia“, referiu

Erdogan pronunciou-se ainda sobre o futuro do astro português.

De acordo com as informações que recebi, [Cristiano] Ronaldo vai para a Arábia Saudita“, atirou.

Veja também: Mourinho vai assumir a Seleção? Português já respondeu à FPF

Deixe uma resposta