Internacional

OFICIAL: Bola de Ouro não será atribuída em 2020

A revista gaulesa France Football anunciou que este ano não irá atribuir a Bola de Ouro ao melhor jogador do mundo.

Veja também: Comentário viral de Bernardo Silva a um meme sobre o regresso de Jesus

O motivo prende-se obviamente com a pandemia do coronavírus.

Um ano único não pode – e não deve – ser tratado como um ano comum. Em caso de dúvida, é melhor abstermo-nos do que persistir“, pode ler-se num dos pontos elencados na publicação francesa, que sublinha que “a justiça que prevalece neste prémio não pode ser preservada, principalmente no nível estatístico e também na preparação, uma vez que todos os aspirantes ao prémio não estão no mesmo barco, alguns tendo visto a sua temporada sido cortada radicalmente outros não. Então, como é que se compara o incomparável?”, questionam.

Veja também: “Prefiro a arrogância de Ronaldo do que a falsidade de Messi”

Não queríamos colocar um asterisco na lista de prémios no estilo de ‘troféu ganho em circunstâncias excecionais devido à crise de saúde Covid-19’. Preferimos uma pequena entorse (a nossa história) a uma grande cicatriz. É a primeira vez desde 1956 que a Bola de Ouro faz uma pausa. O parêntese não nos agrada, mas parece-nos o mais responsável e lógico. Proteger a credibilidade e legitimidade de tamanho prémio também significa garantir que seja irrepreensível ao longo do tempo”.

Veja também: O possível adversário do Benfica na 3ª pré-eliminatória da Champions

Apenas dois meses (janeiro e fevereiro), dos 11 geralmente necessários para formar uma opinião e decidir entre os melhores, é muito pouco para avaliar e julgar, uma vez que os outros jogos ocorreram (ou não ocorreram de todo) em outras condições e formatos (porta fechada, cinco substituições, final 8 europeia numa única partida) muito longe do panorama normal. Não podemos confiar em épocas aleijadas, com tantos arranjos especiais, para eleger o melhor. O melhor de quê, a propósito? Não seria digno de nossa história. Nestes tempos turbulentos, fazer uma pausa é um luxo e uma necessidade inestimável. Para que o futebol, como um todo, recupere força e força, paixão e emoção“, concluem.

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!