Nacional

Luís Filipe Vieira ao ataque dispara em todas as direções ao falar do Benfica

Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, em conferência de imprensa

Na entrevista que concedeu à CMTV, no âmbito do seu livro A verdade de Vieira, Luís Filipe Vieira não resistiu em deixar algumas bicadas a Rui Costa.

Veja também: Jaime Cancella de Abreu toma medida drástica após ter sido demitido da Sport TV (Vídeo)

O antigo presidente do Benfica garante que não foi o atual líder encarnado que garantiu os reforços desta época.

Não é ele [Rui Costa] que está a fazer as contratações, basta ver quem fez as viagens, o Rui Pedro Braz. O mérito é de toda a equipa que está lá, nomeadamente a equipa de scouting que é liderada pelo Pedro Ferreira, que tem feito um trabalho fabuloso“, afirmou.

Vieira deu o exemplo da contratação de Enzo Fernández.

O Enzo [Fernández], por exemplo, já estava referenciado, assim como o Darwin também foi referenciado. Eu só negociava e o Rui sabe que eu era forte nisso“, atirou.

O ex-líder das águias apontou ainda críticas ao perfil de liderança de Rui Costa.

Liderar não se aprende. O Rui tem um perfil que não é capaz de decidir de imediato. Creio que não tem perfil para dar um murro na mesa, é mais consensual. Houve críticas sobre os resultados financeiros negativos, que são a herança do Vieira, mas dificilmente alguém deixará igual ao que deixei no Benfica. De certeza que o Benfica em dezembro vai apresentar resultados positivos. Eu saí em julho e até agosto houve muito trabalho. O investimento foi forte para podermos conquistar o título de campeão nacional”, referiu.

Veja também: Juventus decidida em garantir contratação de jogador do Benfica já em janeiro

Vieira falou também sobre Roger Schmidt, dizendo-se surpreendido com o técnico alemão.

“No meu tempo o Benfica teve grandes equipas, por isso conquistou os títulos que conquistou. Este começou agora e é uma verdadeira surpresa o que o treinador está a fazer. Portugal tem grandes treinadores e creio que até houve contactos com um ou dois treinadores portugueses, até que apareceu este treinador. E não há dúvida que tem sido uma agradável surpresa. Gosto do sistema de jogo, que chamamos de massacrar, tem um discurso fácil e, talvez por isso, está a criar um grupo forte. A prova é que há miúdos que são titulares, algo que o Benfica precisava“, elogiou.

No entanto, chama a atenção para os perigos do excesso de euforia.

Dou os parabéns a quem o contratou, está a surpreender-me, mas, por vezes, no Benfica, a euforia faz mal. As pessoas pensam todas que o Benfica já ganhou o campeonato. É uma campanha notável, mas ainda não teve grandes desafios. O campeonato português é muito competitivo e não tenho dúvidas que as equipas pequenas vão tirar pontos aos grandes. E o Benfica já andou a esfregar as mãos com alguns. Mas se mantiver os pés assentes no chão, tem plantel suficiente para ser campeão, apesar de ter de contar sempre com o FC Porto, o Sporting e, também, aquele que eu considero que é o melhor clube a trabalhar em Portugal: o SC Braga.

No ano passado, o Benfica tinha os mesmos 21 pontos e quatro de avanço sobre o segundo classificado. O futebol não é como começa, é como acaba. Acho que o Benfica teve grandes equipas, não é qualquer um que chega ao 5.º lugar do ranking de clubes da UEFA, mas não vou distinguir o Benfica do Luís Filipe Vieira e o Benfica do Rui Costa. Agora o trabalho é dele não é meu e estou feliz que o Benfica esteja a ganhar”, disse.

Veja também: As palavras de Sofia Oliveira sobre os penaltis de Taremi que estão a dar que falar (VÍDEO)

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!