Nacional

FC Porto arrisca castigo pesado após acusações de insultos racistas

Segundo adianta o diário desportivo Record, o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol instaurou um processo contra o FC Porto por racismo contra Abdu Conté, jogador do Moreirense.

Veja também: VÍDEO: Duarte Gomes analisa o lance do golo do Benfica em Barcelos

O caso ocorreu a 10 de janeiro, no jogo da 16ª jornada da Liga. Os insultos racistas terão sido proferidos por parte de adeptos portistas, no momento em que Conté comete penalti sobre Corona.

O processo aberto pelo Conselho de Disciplina está agora na Comissão de Instrutores da Liga, que avaliam todo o caso.

Veja também: Batistuta ficou picado e provoca Ronaldo após português igualar recorde

O jornal Desportivo, de Guimarães, avança que a GNR tomou conta do ocorrido, tendo classificado como racistas os insultos proferidos contra o jogador.

Fernando Silva e António Reis, os delegados, reportaram a denúncia da GNR, ressalvando não se terem apercebido dos cânticos injuriosos.

O árbitro Artur Soares Dias não fez menção destes insultos no seu relatório.

Veja também: Rúben Amorim apontado como hipótese para suceder Silas no Sporting

Abdu Conté foi arrolado como testemunha, pelo que vai ser chamado pela Comissão de Instrutores a apresentar a sua versão.

O FC Porto arrisca um castigo que pode ir de um a três jogos de interdição.

Deixe uma resposta