Nacional

Eis o que Catarina Madureira fazia ao dinheiro do esquema dos bilhetes

Catarina Madureira, filha de Fernando e Sandra Madureira.

O Correio da Manhã revela que Catarina Madureira não demorou muito tempo a assumir a liderança do esquema da venda ilegal de bilhetes do FC Porto. A jovem nutricionista passou a comandar o negócio ilícito, 15 dias após a detenção do pai Fernando Madureira, na sequência do processo Operação Pretoriano.

Veja também: O negócio milionário que o clã Madureira tinha preparado para a final da Taça

Catarina Madureira foi apanhada em flagrante pela vigilância da PSP, no âmbito do processo Operação Bilhete Dourado, a vender bilhetes para o jogo do FC Porto diante do Arsenal, referente aos oitavos de final da Liga dos Campeões. Os jogos da Champions representam um maior lucro, uma vez que os ingressos são bem mais caros.

-

O lucro resultante desta venda era levado por outros elementos dos Super Dragões para uma pastelaria, que funcionava como uma sede da claque.

Recorde-se que, em janeiro, já havia sido apreendido 104 bilhetes a Vítor Aleixo e a outros elementos da claque azul e branca, 87 dos quais destinada à partida dos dragões diante dos gunners.

Veja também: Descida na carreira? O surpreendente clube apontado a Mourinho

O esquema rendia ao clã Madureira cerca de 1,5 milhões de euros e as cinco gerações da família estavam envolvidas.

O Adeptos de Bancada já está no YouTube com vídeos imperdíveis! Vai ficar de fora? Junte-se ao nosso 11 e subscreva o nosso canal aqui!

Deixe um comentário