Nacional

‘Benfica reforça-se e FC Porto não. Estão a pedir-lhe um milagre?’ – Conceição responde

Sérgio Conceição em antevisão de um jogo do FC Porto

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o V. Guimarães, Sérgio Conceição espera uma deslocação complicada para o FC Porto, apesar de os vimaranenses não estarem a viver uma boa fase.

Espero um jogo difícil. Aliás, temos tido mais dificuldades nas saídas do que nos jogos em casa. O Vitória não está numa boa fase em termos de resultados, mas é bem treinado e sei que vai ser difícil. É uma saída historicamente complicada para nós. O Anderson não jogará, mas eles têm várias soluções de qualidade. Cabe-nos a nós não olhar para um jogador em particular, mas sim para a dinâmica da equipa. Temos que ganhar o jogo”, afirmou.

Veja também: Aqui está o primeiro golo de Ronaldo na Arábia Saudita (VÍDEO)

O técnico foi confrontado com o facto de os dragões já terem perdido nove pontos esta temporada, comparativamente com a época passada em que perderam apenas sete.

Ainda hoje, antes do treino, numa conversa que tive com os jogadores frisei isso. Dos quatro próximos jogos, três são fora. Tenho falado, sim. A essência do jogo é sempre a mesma: 11 contra 11 e a equipa de arbitragem. Claro que os adeptos dão um ambiente diferente. Temos que encarar os jogos fora como fazemos em casa, como sempre fizemos. Se queremos ganhar nível competitivo temos de encarar os jogos fora como em casa. Houve um jogo que talvez não tivesse gostado tanto, com o Santa Clara, mas nos outros acho que estivemos bem, mesmo em Vila do Conde. A 1ª parte não foi boa, mas na segunda criámos oportunidades para ganhar. Olhamos para a evolução da equipa e precisamos de dar uma resposta positiva“, referiu.

Conceição lembrou ainda a escorregadela diante do Casa Pia.

Acho que não tem de servir de exemplo, os jogos servem para que a equipa evolua, para que aprenda com algumas coisas que fez ou que não fez. Temos trabalho em cima disso, há aspetos que temos de melhorar como equipa. A semana de trabalho foi boa, como foram as outras. O que queremos é passar o que fazemos aqui diariamente para o campo. Olhamos para o jogo com o Casa Pia, claramente merecíamos ter ganho. Se tivemos essa atitude amanhã, com maior ou menos dificuldade as coisas acabarão por correr bem“, disse.

Veja também: Mulher de Fernando Madureira recebe castigo pesado

O treinador azul e branco lembrou ainda a sua passagem pelo V. Guimarães e pronunciou-se sobre a fragilidade que o clube atualmente apresenta.

Tive a oportunidade e o gosto em trabalhar no Vitória e sei a paixão dos adeptos. Não é um clube fácil para quem lidera, nem para os jogadores. Mas isso faz com que o Vitória tenha a tal mística de gente que é muito apaixonada pelo seu clube. Tudo o que se passa à volta não deve interferir naquilo que o Moreno está a fazer com a sua equipa técnica. É preciso dar tempo a essa juventude e à equipa técnica. Daquilo que vi, dou o exemplo de Braga. Vi um Vitória bem organizado nas saídas para o ataque, mas acabaram por perder esse jogo e li no dia seguinte que a equipa foi recebida num ambiente difícil. Podemos apontar alguns erros, mas isso faz parte”, considerou.

Conceição descartou a ideia de que o facto de o FC Porto estar em 3º lugar torna esta deslocação mais difícil e com maior pressão.

Estamos habituados a jogos com pressão e às dificuldades que temos de ultrapassar. Defendemos as cores de um clube onde essa pressão existe sempre. Se não existir faço o favor de a criar. Não podemos olhar para o jogo de amanhã e pensar que um resultado que não seja a vitória é positivo. Queremos acabar o campeonato em primeiro“, assegurou.

Veja também: Ronaldo manda cueca brutal e leva o estádio à loucura (VÍDEO)

Pepê foi também tema abordado, uma vez que não tem sido opção regular nesta fase da época.

O Galeno está muito bem, o João Mário também. O Pepê é um titular do FC Porto, neste momento não está a jogar tanto, mas não tenho dúvida que, iniciando no onze ou entrando depois, é sempre útil para nós, é um dos jogadores mais talentosos com quem trabalhei“, disse.

Questionado sobre o mercado de inverno do Benfica, com reforços, e do FC Porto, que continua sem caras novas, Conceição foi questionado se, perante estas condições, lhe era pedido que fizesse um milagre.

É pedido trabalho e é o que as pessoas do FC Porto estão habituadas, que haja trabalho e dedicação. Para ganhar o campeonato é preciso muitíssimo trabalho. O mais importante é o que fazemos aqui diariamente porque depois isso traduz-se nos resultados que queremos“, concluiu.

Deixe uma resposta