Nacional

Varandas arrasa Pinto da Costa: “Não pode dirigir nenhum clube do país”

Frederico Varandas, presidente do Sporting, e Pinto da Costa, presidente do FC Porto

Frederico Varandas concedeu uma entrevista à revista E do semanário Expresso onde foi convidado a comentar a detenção de Luís Filipe Vieira, no âmbito do processo Cartão Vermelho.

Veja também: Benfica espera pela Champions para responder a alta proposta por Darwin

O presidente do Sporting não se mostrou propriamente surpreendido.

Nem para mim nem para ninguém, e é justamente isso que descredibiliza a Justiça“, atirou.

Varandas apontou depois as armas a Pinto da Costa, lembrando o envolvimento do presidente do FC Porto no processo Apito Dourado.

Não sou jurista, mas percebo que faça muita confusão a qualquer português que um presidente de um clube – falo de Pinto da Costa, não temo dizer o seu nome – seja apanhado em escutas a oferecer serviços de prostituição a um árbitro! Ou seja, a corromper um árbitro. Mas dado que as escutas não foram aceites pelos tribunais, ignoram-se. Isto entra na cabeça de algum português? Mas depois, se essa pessoa tem ‘n’ títulos, é respeitada, porque ganhou. Mas ganhou como? Assim? Isso não entra nos meus valores… Se for assim, não pode dirigir nenhum clube do país“, referiu.

Veja também: Depois de ‘roubar’ ao FC Porto, Mourinho tenta desviar alvo do Benfica

A vitória do Sporting vai muito além do campo desportivo. Os portugueses estão cansados — e muitas vezes a classe política não se apercebe disto — de ver gente que se comporta como se fosse uma casta que pode dever milhões! Que pode ser apanhada em escutas a corromper um árbitro, apanhada em escutas de processos de corrupção, tráficos de influências, e depois chegar ao final do dia e nada acontecer. Quando um povo não acredita na seriedade do seu país, isso mina a democracia, mas mina sobretudo o próprio país. Hoje, um dos nossos principais problemas é a Justiça”, acrescentou.

Veja também: William Carvalho reage à hipótese de se mudar para o Benfica no futuro

Ainda assim o líder leonino fez questão de salientar que sabe distinguir as instituições das pessoas que as lideram.

Tenho de ter a inteligência e a humildade de nunca confundir essas duas grandes instituições que são o Benfica e o FC Porto com as pessoas que os dirigem. Respeito muito os adeptos e sócios dos nossos rivais“, concluiu.

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!