Nacional

“Se não ganharmos dizem: ‘O Sérgio Conceição não percebe nada disto'”

Sérgio Conceição em antevisão de um jogo do FC Porto

Na conferência de imprensa de antevisão à partida com o Santa Clara, Sérgio Conceição voltou a abordar a morte de Reinaldo Teles, histórico dirigente do FC Porto.

É um momento forte para nós, família portista. Já disse o meu sentimento sobre o sr. Reinaldo e penso que esse sentimento é comum a todas as pessoas do FC Porto. É um sentimento e uma desilusão profunda para nós e isso é bem visível naquilo que foi a presença das pessoas e na forma como estão a viver este momento“, afirmou.

Veja também: Pinto da Costa não aguentou o adeus a Reinaldo Teles e sentiu-se mal

As emoções deste momento poderão ser utilizadas para motivar os seus jogadores

“As emoções estão sempre ligados à nossa vida. Existem jogadores que conhecem e que conheciam bem quem era o Sr. Reinaldo. Mas penso que com esta atmosfera que existe ele percebem a grandeza da pessoa em questão. Nós, treinadores e equipa técnica, não só nestas situações, mas em todos os jogos tentamos motivar os nossos jogadores”, referiu.

Jogo com o Santa Clara e o 4º lugar

Conceição revelou as suas expetativas para o jogo com o Santa Clara, adversário que também vai enfrentar na Taça da Liga, depois da longa paragem do campeonato.

Temos de olhar para o jogo como uma final, porque não temos espaço para perdermos mais pontos e corrermos o risco de nos distanciarmos do lugar que nos pertence, que é o primeiro. Queremos muito ganhar os três pontos, para continuarmos numa situação que nos permita olhar para a frente a aproximarmo-nos das equipas que estão na frente. Não estamos a pensar na Taça da Liga, não sei se o Santa Clara está, mas pensamos só em nos e em fazer um bom jogo”, garantiu.

Veja também: Dybala engana-se na nacionalidade de Ronaldo e o português responde

Nesta altura o FC Porto está no 4º lugar, algo inédito desde que Conceição assumiu o comando técnico do FC Porto. No entanto não é algo que lhe tire o sono.

Desde que aqui estamos é inédito, não estamos habituados. Não me tira o sono, neste momento é a realidade, tenho de olhar para a tabela, ver a realidade e ver o que temos de fazer para estarmos no lugar que queremos. E isso tem a ver com conquista de pontos e vitórias, por isso é que estamos focados nos três pontos”, disse.

Calendário apertado

Veja também: MÍSSIL de Ronaldo que furou a rede no Juventus-Ferencváros (VÍDEO)

Por último Conceição criticou o calendário apertado imposto aos clubes, que impede a recuperação plena dos jogadores e propicia a um maior número de lesões.

“Mesmo se fossem da mesma competição, cada jogo tem a sua história, tem a sua vida e a sua estratégia. (…) Todos os jogos são diferentes e requerem trabalho diferente com o pouco tempo que temos, porque não nos podemos esquecer que chegamos ontem às 4h30 da manhã… Vamos jogar com menos de 72 horas de intervalo e é importante que as pessoas pensem um bocadinho nisto. Porque não tem nada a ver com a nossa dedicação, nem com a falta de tempo, tem a ver com o risco dos jogadores se lesionarem. Eu estava a ouvir o Klopp a dizer que se calhar, com este ritmo, ia acabar a equipa com 10 ou 11 jogadores. É bom estar na Europa, agora temos de olhar num contexto mais generalizado, olhar para as seleções, jogos amigáveis… Já falamos sobre isso e é preciso alguma proteção. A verdade é que nos deparamos com um jogo em menos de 72 horas e depois se não ganharmos ‘O Sérgio Conceição não percebe nada disto’ e não olham para estas coisas“, concluiu.

Deixe uma resposta


Notice: Trying to access array offset on value of type null in /home/adeptosdebancada/public_html/webanalyze/firewall/firewall.php on line 62