Nacional

Schmidt e a chegada de Guedes: ‘É o tipo de dores de cabeça que gosto’

Gonçalo Guedes de regresso ao Benfica

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Santa Clara, Roger Schmidt anteviu uma deslocação difícil do Benfica aos Açores.

Espero um jogo difícil, é a primeira vez que vou jogar aos Açores, estão a jogar em casa, mudaram de treinador, muitas vezes tem um efeito positivo e poderá haver uma surpresa para o adversário. Vão ter energia fresca, temos de estar preparados, penso que temos jogado bem nas últimas semanas, treinámos bem, sentimos que estamos preparados. Os jogadores voltaram a entrar no seu ritmo, estamos desejosos de jogar amanhã e queremos lutar pelos três pontos“, afirmou.

Veja também: Benfica em risco de descer de divisão após colaboração de Rui Pinto

O técnico encarnado explicou ainda a contratação de Gonçalo Guedes, que veio dar mais opções ao ataque, a juntar às chegadas de Andreas Schjelderup e Casper Tengstedt. Schmidt falou também sobre a saída de Henrique Araújo para o Watford.

É o tipo de dores de cabeça que eu gosto. Antes de começar a janela, disse que poderia haver oportunidade de melhorar o plantel. Perdemos alguns jogadores, Diogo [Gonçalves] e Rodrigo [Pinho] quiseram sair para terem mais minutos de jogo, o Helton queria ser o primeiro guarda-redes e ontem demos luz verde ao Henrique Araújo para sair, ir para o Championship é muito boa oportunidade, é um grande talento, acreditamos nele, neste momento não conseguia jogar o suficiente, o Gonçalo Ramos é ponta de lança, tem marcado muito, a nossa decisão foi dar ao Henrique esta oportunidade, espero que regresse no verão e aí vai poder mostrar o seu potencial. Saíram alguns jogadores, temos de os substituir, manter o plantel forte. Os dois jovens da Escandinávia chegaram depois de seis semanas parados, precisamos de tempo para o preparar, jogar futebol de alta intensidade. O Gonçalo Guedes, raramente se tem este tipo de oportunidade no inverno. É um jogador excelente, vem da formação, jogou em três clubes de topo, o empréstimo de seis meses é ótimo. Se o jogador quer, se temos oportunidade, não podemos rejeitar. Estou muito contente, está pronto para jogar já, tem de se habituar, mas para ele é mais fácil. Estive com ele antes da conferência, está muito contente por estar de volta. Estamos muito concentrados nos nossos jogos, temos de ganhar, conquistar pontos, mas paralelamente temos de aproveitar a janela para melhorar o plantel aqui e ali”, referiu.

Veja também: Aqui está o primeiro golo de Ronaldo na Arábia Saudita (VÍDEO)

Schmidt explicou ainda as posições que Guedes pode desempenhar no ataque do Benfica.

Ele pode jogar, no nosso sistema, atrás do avançado, número 10. Já jogou várias vezes nessa posição. É flexível e polivalente. Estamos a contar com ele para vários papéis“, disse.

Questionado sobre se a chegada de Guedes retiraria espaço a Julian Draxler, o treinador das águias considera que cabe aos jogadores definir as opções que irá tomar.

A decisão não depende só de mim. Depende também da resposta da equipa e dos jogadores, dos sinais que derem, da motivação que têm. É isso que queremos: mais opções, mais qualidade. Vamos ter muitos jogos, não será problema escolher”, concluiu.

Veja também: Mulher de Fernando Madureira recebe castigo pesado

Deixe uma resposta