bbb
Internacional

“Ronaldo percebeu que se estava a tornar no bode expiatório na Juventus”

Cristiano Ronaldo bisa na vitória do Manchester United sobre o Newcastle

Patrice Evra concedeu uma entrevista ao jornal italiano La Repubblica, onde revelou os motivos pelos quais Cristiano Ronaldo decidiu deixar a Juventus.

Veja também: Jogador do FC Porto acusado de agredir companheiro de seleção (VÍDEO)

O amigo do astro português revelou que CR7 percebeu que era responsabilizado por tudo o que corria mal na Vecchia Signora e por isso decidiu mudar de ares.

Porque precisa de amor e respeito. Percebeu que em Turim estava a tornar-se o bode expiatório para os resultados insatisfatórios da Juventus. As críticas que lhe fazem têm sido ridículas e até um pouco hipócritas. E quando Allegri disse, em conferência de imprensa, que não ia jogar todos os jogos, também teve peso. Não há necessidade de dizer certas coisas em público, dizem-se em privado. Cristiano sente-as e comove-se com elas“, explicou.

Veja também: “Falamos de jogadores que vestiam a camisola do Benfica só para a foto”

Já no regresso ao Manchester United, Ronaldo encontrou o que já não tinha na Juventus.

Só lá é que encontrou o respeito e o amor que esperava. Lá, ninguém se atreveria a criticá-lo. Isso foi decisivo. Assim que teve a chance de voltar, não pensou duas vezes. A Juventus devia ter entendido que Cristiano exige amor e respeito. Ao recebê-los, ele dá a vida pelo clube. Mas eu também amo a Juventus, apesar de só ter lá estado dois anos e meio. Talvez porque sou um pouco louco…”, referiu.

Veja também: Benfica já deu a resposta ao Bayern sobre Gonçalo Ramos: 120M€

Evra também falou da sua luta contra o racismo e da importância do gesto dos jogadores para se ajoelharem antes dos jogos.

No projeto da Superliga, por exemplo, milhares de fãs foram às ruas e conseguiram impedi-lo. Seria bom se tudo isto fosse feito contra o racismo. As redes sociais também podem fazer melhor. Claro que é impossível bloquear todas as mensagens racistas, mas hoje em dia, se escrevermos algo sobre vacinas ou Covid, é automaticamente detetado pelo sistema. Com o racismo, isso não acontece. Outra: enquanto os bolsos não forem afetados e não forem impostas multas, nada mudará. Os jogadores devem continuar a ajoelhar-se. Isso faz refletir, sobretudo, as novas gerações. Quando o meu filho viu aquilo pela primeira vez, perguntou-me porque o estavam a fazer. E eu expliquei-lhe. É importante para a consciência coletiva. Certamente não eliminará o racismo, mas é um grande passo”, concluiu.

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!