Nacional

Roger Schmidt e o jogo com a Juventus: “Não jogamos para empates”

Roger Schmidt em conferência de imprensa do Benfica

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com a Juventus, a contar para a Liga dos Campeões, Roger Schmidt chamou a atenção para o poderio dos italianos, apesar do mau momento que atravessam, lembrando ainda as dificuldades que o Benfica passou no jogo de Turim.

Cada jogo é diferente. Foi um jogo complicado, especialmente no início. Depois encontrámos o nosso ritmo, tentámos estar focados nos 90 minutos, respeitando o adversário. Temos de estar preparados para a história do jogo. Estamos em vantagem no grupo, mas todos se podem apurar. A Juventus é uma equipa de topo, tem grandes jogadores e um grande treinador e temos de estar no máximo para ganharmos”, afirmou.

Veja também: Magnata norte-americano quer levar Ronaldo para colosso europeu já em janeiro

O treinador dos encarnados descarta a ideia de que este se trata de um jogo “mata-mata”.

Não estamos num “mata-mata”, temos de fazer um bom jogo. A Juventus precisa de duas vitórias, nós precisámos de um ponto. Temos de estar focados, não jogamos para empates, o nosso objetivo é sempre vencer. Acreditamos em nós, temos de usar a vantagem caseira, aproveitar o apoio dos adeptos e garantir mais futebol de Liga dos Campeões para eles [adeptos]. É só isso que estamos a pensar, não em ‘matemáticas'”, referiu.

Schmidt voltou a reiterar a capacidade da Juventus, apesar de muitos considerarem o conjunto transalpino esteja mais ansioso e pressionado.

Entendo, mas não me parece sábio dizer que eles têm problemas e que não estão ao nível máximo. Quando enfrentas uma equipa e treinadores experientes, tens de estar sempre ao máximo, especialmente em jogos decisivos. Esperamos a Juventus no máximo, temos de estar no máximo para nos qualificarmos. É um grupo difícil, sempre soubemos isso, e não vamos cometer o erro de subestimar o adversário”, disse.

Veja também: Técnico do United arrasado: “Ronaldo é o melhor de todos os tempos e Ten Hag foi um jogador de m****”

O treinador das águias exaltou também o regresso de David Neres após lesão.

Claro, ele é um jogador-chave para nós. Ele já teve um grande impacto frente ao FC Porto, criou oportunidades e ganhou duelos. É capaz de fazer algo especial, por causa da sua velocidade e capacidade com bola. Pode ser importante e é isso que esperamos amanhã”, frisou.

Do lado da Juventus há ausências de peso como Paredes, Di María, Bremer.

Claro que é uma vantagem, mas no futebol profissional estamos habituados e acredito que a Juventus encontre soluções. Eles têm uma grande equipa e estamos focados nos jogadores que podem jogar“, salientou.

Por último Schmidt falou sobre a mudança do chip do clássico para a Champions.

Já mostrámos esta época que damos o máximo em todas as competições. A Liga e a Taça estão em suspenso, o nosso foco está na Liga dos Campeões. Estamos habituados a isso e temos grandes ambições em todas as competições. Já mostrámos que conseguimos jogar com toda a intensidade, independentemente do jogo”, concluiu.

Veja também: Peixeirada em direto entre Pedro Guerra, Fernando Mendes e Jorge Amaral (VÍDEO)

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!