Internacional

‘Quando ouço que Ronaldo se arrastava, que se oferecia pela Europa…’

Cristiano Ronaldo responde ao carinho dos adeptos do Al Nassr na sua apresentação

No programa desportivo espanhol El Chiringuito, Edu Aguirre revelou as dificuldades que Cristiano Ronaldo enfrentou nos últimos seis meses, tanto dentro como fora dos relvados.

“Estive com ele em Madrid, 10 ou 15 dias depois do Mundial. Depois dos últimos seis meses, difíceis dentro e fora do campo, com a saída do Manchester United e a traição do seu amigo selecionador, ele estava bem. É um sobrevivente porque toda a vida aguentou a pressão e as críticas selvagens. Mas sempre superou tudo no campo. Refugiava-se no seu círculo familiar e tudo corria bem. Mas quando não tem a oportunidade de ir para o campo… Vai para um dos clubes da sua vida, como lenda, e chega um treinador que o coloca a aquecer durante 45 minutos, pedindo-lhe que entre a 2 minutos do fim, com o jogo resolvido. Sofrer é uma palavra forte, mas não foi fácil. E fora do campo também não, pelo que aconteceu ao seu bebé. Refugiou-se nos seus amigos mais íntimos, estivemos lá. Eu queria vê-lo bem, a sorrir como ontem, durante a apresentação”, afirmou.

Veja também: Peixeirada em direto após acusação que tirou João Malheiro do sério (Vídeo)

O jornalista espanhol também foi muito crítico em relação a Fernando Santos e pelas dificuldades que Ronaldo passou no Mundial, onde tinha grandes expetativas.

No Manchester não o deixaram jogar, preparou-se para o seu último grande Mundial. Preparas-te, és um dos melhores da história, o melhor da história de Portugal e depois deixam-te de fora? Sem ninguém entender porquê? Fiquei com uma raiva tremenda“, referiu.

O grande amigo de CR7 revelou que o astro luso teve várias ofertas e indignou-se contra aqueles que diziam que o avançado de 37 anos se andava a oferecer.

A Arábia andava há quase dois anos atrás do Cristiano. A primeira oferta apareceu antes de ele sair da Juventus. Publicaram que estava tudo feito, mas não era verdade. O acordo foi fechado há poucos dias. Diziam que ele não tinha ofertas… Mordo a língua quando ouço isto! Que não tinha propostas, que se arrastava, que se oferecia como um júnior pela Europa… Pões o Cristiano com 60 anos no centro do campo e ele vale a pena para qualquer equipa. O Ronaldo vai ter sempre ofertas, vimos como foi a apresentação”, disse.

Veja também: Chelsea oferece craque que brilhou no Mundial por Enzo e muitos milhões

Aguirre revela também que o Al Nassr não era a sua primeira escolha para prosseguir carreira e que tinha clubes europeus interessados.

Ele esperava por dois clubes top da Europa, havia essa possibilidade. Não era o PSG. Eram dois clubes dos melhores da Europa. Não aconteceu, mas ele tinha 7 ou 8 ofertas, além da Arábia, de equipas importantes da Europa. Dizerem que se arrastava, que não tinha ofertas, dói-me ouvir isso, mais do que a ele. Ele não quer saber. Ele está no seu mundo, a treinar”, atirou.

Por último o amigo de Ronaldo revelou que a hipótese Real Madrid nunca esteve em cima da mesa, uma vez que é encarada como uma etapa encerrada.

Nem se colocou essa hipótese. O Real Madrid não quer, é uma etapa encerrada. O Cristiano não falou com Florentino nem se ofereceu ao Real Madrid. Mas é fácil publicar. Ele é madridista mas essa etapa está fechada. Houve ofertas de Espanha. Não foi o Barça nem o Atlético Madrid. Não posso avançar nomes. Houve propostas de Espanha, Turquia, Itália, Inglaterra, Brasil, da MLS, Portugal e da Austrália“, concluiu.

Veja também: Ingleses tramam Ronaldo mesmo estando na Arábia Saudita

Deixe uma resposta