Nacional

Penálti por marcar a favor do Sporting? Expulsão justa no Moreirense?

Lance de eventual grande penalidade no Sporting-Moreirense.

Os especialistas de arbitragem analisaram o desempenho de Manuel Oliveira no Sporting-Moreirense.

Veja também: Gesto técnico de Félix no golo de Lewandowski que deixou Camp Nou rendido (VÍDEO)

Todos os analistas consideram que Fabiano deveria ter sido sancionado com um amarelo por falta sobre Nuno Santos, com exceção de Fortunato Azevedo.

... -

Sobre o lance da mão na bola de Maracás na área do Moreirense, todos os especialistas consideram não haver motivo para assinalar grande penalidade.

Já sobre o lance entre Marcelo e Pedro Gonçalves, todos os ex-árbitros consideram que ficou por marcar uma falta e por exibir um amarelo ao defesa do Moreirense.

Veja também: Árbitro arrasado e Canelas acusado de intimidar Varzim (VÍDEO)

Unanimidade é também palavra de ordem na avaliação à expulsão de Maracás e à legalidade do golo de Diomande, com os especialistas a considerarem tratar-se de decisões acertadas.

Nota avaliação geral de Duarte Gomes ao desempenho de Manuel Oliveira, que considerou ter sido marcada por muitos erros, mas que não tiveram influência no resultado.

O Adeptos de Bancada já está no YouTube com vídeos imperdíveis! Vai ficar de fora? Junte-se ao nosso 11 e subscreva o nosso canal aqui!

Veja também: Fernando Madureira deixa farpa por lance polémico do Vizela-Benfica (Vídeo)

Veja abaixo as análises completas.

A análise de Duarte Gomes.

Manuel Oliveira, árbitro da AF Porto, deslocou-se ao estádio de Alvalade para dirigir o jogo que colocou frente a frente Sporting a Moreirense. A liderar a equipa de vídeo-arbitragem esteve o internacional lisboeta Tiago Martins.

Segue análise técnica aos lances mais relevantes do encontro:

3′ Gonçalo Inácio foi batido pela velocidade de João Camacho e agarrou o adversário, impedindo que progredisse para zona prometedora. Viu bem o primeiro cartão amarelo da partida.

8′ Marcelo levantou a sola da bota e atingiu o pé de Pedro Gonçalves com negligência. O árbitro não se apercebeu da infração, mas ficou por assinalar pontapé-livre junto à lateral e por exibir um cartão amarelo ao central brasileiro.

13′ Fabiano escapou à merecida advertência após derrubar ilegalmente Nuno Santos, impedindo-o de prosseguir saída prometedora. O extremo do Sporting foi depois muito ostensivo na forma como “gesticulou/pediu” cartão na direção do árbitro portuense e podia ter sido sancionado pela conduta irrefletida.

18′ Fabiano, pressionado pela presença de Pedro Gonçalves, tentou afastar o perigo, rematando a bola contra o braço direito de Maracás. O colega estava perto, em posição defensiva e foi surpreendido por lance inesperado, nada tendo feito para infringir. Lance legal na área da equipa visitante.

20′ Amarelo bem mostrado a Maracás, após rasteirar Gyokeres. A infração impediu saída prometedora do avançado sueco.

28′ Marcelo derrubou Pedro Gonçalves em zona frontal, muito perto da sua área. O árbitro teve entendimento diferente, mas a infração foi clara e devia ter sido sancionada com pontapé-livre. O defesa do Moreirense devia ter visto cartão amarelo por corte de ataque prometedor (o cartão vermelho por evitar clara oportunidade de golo estava fora de questão, porque Pote adiantou demasiado a bola e tinha adversários para a dobra, à sua esquerda e direita).

32′ Golo bem anulado ao Sporting. No momento do cruzamento de Morita, Ricardo Esgaio estava à frente da linha da bola. Lance de escrutínio apertado, com mérito acrescido para a avaliação feita pelo árbitro assistente.

35′ Nuno Santos atingiu a perna esquerda de Fabiano de forma claramente negligente. Esteve bem Manuel Oliveira ao adverti-lo.

47′ Cruzamento de Nuno Santos com “pontaria afinada”: primeiro foi desviado pelo cotovelo de Gonçalo Franco, depois pelo de Camacho. Ambos os toques foram legais, porque os adversários estavam a tentar proteger-se de eventual impacto da bola, tendo os braços junto aos corpos.

48′ Cartão amarelo bem mostrado a Marcelo após rasteirar Gyokeres, cortando saída prometedora do avançado sueco.

52′ Alanzinho atingiu a cara de Coates em falta antidesportiva. Faltou o cartão amarelo para o infrator.

53′ Maracás derrubou Gyokeres perto da sua área. A queda foi empolada, mas a infração existiu. O árbitro teve leitura distinta.

54′ Adán pareceu carregado de forma irregular quando saiu da sua área para intercetar lance in extremis. O árbitro assim não entendeu e o Moreirense esteve perto de marcar na recarga.

69′ Amarelo bem exibido a Gyokeres por rasteira negligente sobre um adversário.

74′ Fabiano encostou lateralmente em Coates, ficando a ideia clara que não cometeu infração na sua área. Também Gonçalo Inácio tocou no defesa brasileiro sem fazer falta, erradamente assinalada pelo árbitro.

81′ Gyokeres, em movimento, embateu no ombro esquerdo de Maracás, que tinha posição ganha e não provocou contacto com o adversário. O lance, na área do Moreirense, foi bem analisado.

89′ Maracás chegou tarde e pisou o pé de Gyokeres, antecipou-se ao adversário. A entrada foi negligente e bem punida com segunda advertência e consequente expulsão.

90+3′ Coates derrubou André Luís, impedindo a sua progressão para zona de perigo. O árbitro errou ao não assinalar a infração e ao não advertir o central uruguaio.

90′ Golo legal de Diomande. O central saltou, foi mais forte e não carregou Frimpong. Decisão correta.

Nota 5 – Muitos erros, mas nenhum com influência no resultado

Deixe um comentário