Nacional

Pedro Guerra arrasa transferência de Darwin: “Foi um erro. Esta venda não faz sentido nenhum” (Vídeo)

Pedro Guerra, comentador afeto ao Benfica da CMTV

No programa desportivo de A Bola TV, Pedro Guerra pronunciou-se sobre a venda milionária de Darwin Nuñez ao Liverpool por parte do Benfica.

Veja também: A bicada inesperada de Pinto da Costa a Villas-Boas após comentário à transferência de Darwin

O comentador afeto aos encarnados considera que a transferência é um erro a nível desportivo, uma vez que considera o uruguaio como um jogador importante para o clube da Luz voltar aos títulos.

Pedro Guerra considera que as águias deveriam abrir mão de Darwin em maré alta de títulos, como foi o caso da venda de João Félix em 2019 ao Atlético de Madrid.

Esta venda não faz sentido. Se o Benfica não ganha nada há três anos que sentido fará, do ponto de vista desportivo? Não vou discutir a questão financeira, porque não é a minha praia. Não sou treinador de futebol, mas de futebol percebo. No plano desportivo acho que não faz sentido.

O Benfica, no passado, já fez grandes transferências, há sempre aquela comparação com o João Félix e os 120 milhões. Mas aqui é diferente, porque o Benfica quando vende o João Félix, tinha ganho o campeonato. Estava numa onda de vitórias, tinha sido tetra, foi interrompido pelo FC Porto, que impediu o penta e o Benfica faz a reconquista com Rui Vitória/Bruno Lage. Portanto, vender, quando se está em alta e a ganhar, é uma coisa. Só que o Benfica não ganha nada há três anos.

Eu acreditei, quando o CEO do Benfica Domingos Soares de Oliveira dizer, em entrevista à BTV, que o Benfica não estava obrigado a vender o Darwin. Achei que o Benfica 2022/23 iria ser Darwin mais dez. Porque claramente Darwin é um jogador de eleição, extraordinário e temos de tirar o chapéu ao scouting do Benfica, que conseguiu identificar este talento na 2ª liga espanhola e lembro-me bem o que se criticou a direção de Luís Filipe Vieira por ter ido buscar um jogador à 2ª liga espanhol por 24 milhões de euros”, afirmou.

Veja também: Benfica toma medida drástica com Grimaldo, após falta de acordo para a renovação

Posteriormente debruçou-se sobre o ponto de vista financeiro, considerando que o Benfica deveria ter aberto mão de Darwin apenas pelo valor da cláusula de rescisão, fixada em 150 milhões de euros.

“(…) O comunicado da Benfica SAD é curto mas muito claro: um acordo para 75 milhões, sendo variável, pode chegar a 100 milhões.

Se fizermos as contas, o Darwin custou 24,4 milhões de euros, a Gestifute, como é normal, vai cobrar a sua comissão, creio que será 7,5 milhões de euros, o Almería tem direito a 10 milhões e os empresários receberam três milhões. Ora isto é uma conta simples de fazer, dá 44,9 milhões. Se nós subtrairmos os 44,9 milhões aos 75 milhões, o Benfica não vai encaixar, vai lucrar apenas 30 milhões de euros.

Isto a mim causa-me alguma estupefação por outra razão. A cláusula de Darwin é de 150 milhões de euros e o Benfica faz este negócio por metade. Para mim foi surpreendente. Acho que o Benfica devia-se ter batido pela cláusula de rescisão. Nesses casos sempre que o jogador queira e seja batida a cláusula de rescisão não há nada a fazer, referiu.

Veja também: Pinto da Costa reage ao fim do caso da garagem do Dragão: “A montanha pariu um rato”

Aliás o comentador lembra que Vieira chegou a pedir uma cláusula de rescisão ainda maior para Darwin, aquando da sua contratação.

“(…) Eu lembro-me que Luís Filipe Vieira chegou a pedir aos empresários de Darwin para a cláusula subir para 200 milhões de euros, porque ele achava que o jogador valia mais. Vamos ver qual é a cláusula que o Liverpool vai colocar no Darwin e se calhar vamos ficar surpreendidos”, concluiu.

Veja o momento no vídeo abaixo.

1 comentário

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!