Internacional

Os motivos para a rutura total entre Ronaldo e Jorge Mendes

Cristiano Ronaldo e o seu empresário Jorge Mendes

Cristiano Ronaldo e Jorge Mendes terminaram a sua relação que já durava há quase duas décadas. Foi o superagente que geriu grande parte da carreira do craque português, mas nesta fase final deu-se o ponto de rutura na relação entre ambos.

Veja também: Decisão tomada sobre Enzo após negociações pela noite dentro

Agora é Ricardo Regufe, até aqui o seu personal manager, que gere a sua carreira. Aliás, foi o grande amigo de CR7 que conduziu as negociações que culminaram no contrato milionário de duas temporadas e meia com o Al Nassr.

Segundo adianta o jornal inglês The Athletic, foi no mercado de transferências do verão passado que deu início ao desgaste da relação com Jorge Mendes. Na altura, recorde-se, o astro português desejava mudar-se para uma equipa que lhe permitisse jogar a Liga dos Campeões, algo que não conseguiria fazer no Manchester United, uma vez que caiu para a Liga Europa.

Veja também: Reação de Rui Pinto à ida de Ronaldo para o Al Nassr dá que falar

De acordo com a mesma publicação, o seu empresário ficou “frustrado para com a recusa de Ronaldo em aceitar que não era possível encontrar um clube europeu”. Jorge Mendes aconselhou a que Ronaldo continuasse no Manchester United.

Os red devils até se mostraram disponíveis para emprestar o avançado de 37 anos, suportando a maior parte do seu salário, exigindo apenas 90 mil euros por semana.

Garante o The Athletic que Ricardo Regufe inicialmente também defendeu a continuidade de Ronaldo no Manchester United, mas depois mudou de opinião.

Veja também: Quem é Ricardo Regufe, o inseparável melhor amigo de Ronaldo?

Deixe uma resposta