Nacional

O dia em que Rui Costa forçou a saída: ‘Não mereço que o Benfica me corte as pernas’

Rui Costa, administrador da SAD do Benfica

Perante toda as polémicas atitudes de Enzo Fernández na tentativa clara de forçar a saída do Benfica para o Chelsea, o Porto Canal foi ao baú para trazer à memória o dia em que Rui Costa fez o mesmo no início da sua carreira.

Veja também: Quem é Ricardo Regufe, o inseparável melhor amigo de Ronaldo?

Fui jogador do Barça em 1994. Falei pessoalmente com o presidente, com Cruijjf e com Rexach. Eles queriam que eu entrasse face à saída de Laudrup, que ia para o Real Madrid. Já me sentia jogador do Barça, porque tinha tudo acertado, tanto a duração do contrato como as condições económicas“, cita o Porto Canal numa entrevista do então médio ao diário desportivo catalão Sport.

Lembra o canal nortenho que Rui Costa revelou que foram as exigências do então presidente do Benfica Manuel Damásio que impediram a sua transferência para o Barcelona.

O presidente do Benfica disse-me pessoalmente que me transferiria por uma determinada verba… mas depois mudou de ideias e pediu oito milhões de dólares. O Nuñez (então presidente do Barcelona), não quis passar de seis, creio“, afirmou.

Veja também: Reação de Rui Pinto à ida de Ronaldo para o Al Nassr dá que falar

Na altura, o Maestro revelou que “desde o dia em que o presidente do Benfica, Manuel Damásio, se negou a transferir-me para o Barcelona, não voltei a dirigir-lhe a palavra“. Rui Costa acabou por rumar à Fiorentina nesse ano.

O Porto Canal lembra ainda a capa do diário desportivo A Bola da altura em que se lia uma declaração forte de Rui Costa.

Não mereço que o Benfica me corte as pernas“.

Veja também: Os motivos para a rutura total entre Ronaldo e Jorge Mendes

Deixe uma resposta