Nacional

Nuno Luz rasga FPF após saída de Fernando Santos: ‘As pessoas têm de saber…’

Nuno Luz, jornalista da SIC

Nuno Luz foi muito crítico em relação à Federação Portuguesa de Futebol, pela forma como o órgão comunicou ao longo do Mundial.

Veja também: O aviso de Félix aos portugueses após saída de Fernando Santos

O jornalista da SIC critica a entrevista que Cristiano Ronaldo concedeu a Piers Morgan e que abriu portas para a sua saída do Manchester United.

Primeiro: o Cristiano Ronaldo decidiu romper com o Manchester United, anunciar e pensar no seu futuro pensando apenas nele, decidiu em determinada data tendo consequências sempre com aquilo que ia acontecer no Campeonato do Mundo. Isso é inevitável e quando toma essa decisão a poucos dias de começar o Mundial sabe à partida que isso tem sempre consequências para a Federação”, afirmou na SIC Notícias.

Nuno Luz acusa ainda a FPF de esconder a informação ao longo da competição.

Segundo ponto: a Federação é culpada nesta situação! Erro crasso da seleção e da Federação que tem mil cuidados com os jornalistas, esconde informação aos jornalistas, que não divulga – vou dar exemplos – um pormenor como o treino, quem vai falar na conferência de imprensa, só diz a 5 minutos de começar uma conferência de imprensa. Isto é uma coisa impensável, mas isto é a realidade que acontece com a Federação Portuguesa de Futebol“, referiu.

Veja também: Mau ambiente no Mundial: ‘Jogadores da Seleção estão fartos de Ronaldo’ (VÍDEO)

O jornalista também culpa o órgão que rege o futebol português de ter promovido a polémica em torno do cumprimento entre Cristiano Ronaldo e Bruno Fernandes.

No dia que começa o estágio põe um vídeo do Cristiano Ronaldo com o Bruno Fernandes e arranja uma polémica enorme. É a própria Federação que arranja esta polémica!“, atirou.

Por último, Nuno Luz critica a forma como a comunicação social foi tratada.

“As coisas foram piorando [com os jornalistas]… A Seleção chama o Cristiano Ronaldo para falar aos jornalistas não informando os jornalistas portugueses, não dizendo que vai falar o Cristiano Ronaldo, proibindo e evitando que determinados jornalistas façam perguntas na conferência de imprensa – isto é verdade o que estou a dizer – para controlar a informação. Quando uma Federação faz isto, é grave! E portanto tudo isto, que tem de ser dito e que as pessoas têm que saber, acontece e aconteceu neste Campeonato do Mundo”, concluiu.

Veja também: AS Roma reage à tentativa da FPF de desviar Mourinho para a Seleção

Deixe uma resposta