InternacionalVídeos

Mourinho pôs o dedo na ferida e arrasa jogadores do Tottenham (VÍDEO)

José Mourinho antes do arranque do Dínamo Zagreb-Tottenham

Após a humilhante eliminação do Tottenham da Liga Europa diante do Dínamo Zagreb (3-0), José Mourinho não poupou nas críticas aos seus jogadores.

Veja também: Mourinho foi ao balneário aplaudir jogadores do Dínamo Zagreb (VÍDEO)

Na flahs interview que se seguiu à partida, Mourinho considera que os croatas tiveram atitude e fizeram por merecer a passagem, ao contrário dos seus jogadoes.

“Boa questão. Se eu esquecer os últimos dez minutos do tempo-extra, altura em que nós fizemos alguma coisa para ir atrás do resultado, em 90 minutos e na primeira parte do tempo-extra, houve uma equipa que decidiu deixar tudo em campo. Deixaram tudo, a camisola, a energia, sangue e até no final do jogo eles deixaram lágrimas de felicidade, muito humildes e comprometidos. Tenho de elogiá-los. Do outro lado, a minha equipa, eu repito, a minha equipa, não parecia que estávamos a jogar uma partida importante. E se para eles [jogadores] não é um jogo importante, para mim é, pelo respeito que eu tenho pela minha carreira e pelo meu trabalho. Cada partida é importante para mim. Acredito que todos os adeptos do Tottenham, todas as partidas também importam. É preciso outra atitude. Dizer que estou triste não é suficiente porque aquilo que eu sinto neste momento vai muito além da tristeza“, afirmou em declarações à BT Sports.

Veja também: Fim da linha no Benfica? Grémio tenta regresso de Everton Cebolinha

Acabei de sair do balneário do Dínamo Zagreb, onde estive lá para elogiar os rapazes. Entristece-me que uma equipa, que não a minha, vença um jogo tendo por base apenas a atitude e o compromisso. Estou mais do que triste. Futebol não é só sobre jogadores que pensam que têm mais qualidade do que outros. Os fundamentos do futebol é a atitude e centra-se muito nisso. Durante muitos anos eu tive receio dos meus pensamentos, dos meus sentimentos, mas nunca me senti culpado porque sempre os partilhei. Antes do jogo, alertei os meus jogadores para os riscos [que corriam] devido a uma má atitude, ao intervalo disse-lhes o risco que era, mesmo com o resultado 0-0, da forma como estávamos a jogar. E aconteceu. Acredito que os jogadores apenas se aperceberam que o jogo estava em risco quando eles marcaram o segundo golo e fomos para prolongamento”, acrescentou.

Veja também: Ronaldo de regresso ao Real? Marcelo descaiu-se e contou tudo (FOTOS)

Questionado sobre o que falta a este grupo para se tornar num grupo de vencedores, Mourinho preferiu guardar a resposta para o seio do balneário. No entanto o treinador luso

“Penso que não esperem que eu vá tão a fundo frente às câmaras. Nunca gostei do tipo de jogadores que dizem: ‘Eu ganhei, eles perderam’. Para mim, é: ‘Nós ganhámos, nós empatámos, nós perdemos’. E manter-me-ei assim. Estou desapontado com a diferença de atitude entre as duas equipas. Entristece-me que a minha equipa, à qual eu pertenço e estou incluído, é a equipa que não trouxe para o jogo os fundamentos do futebol e da vida, que são respeitar, acima de tudo, a nossa profissão e dar tudo“, referiu.

Veja também: Suárez costuma gozar com Félix a perguntar se quer leite com chocolate

Mourinho foi também confrontado com as palavras de Glenn Hoddle, lenda do clube inglês, que se mostrou muito desagradado com esta eliminação.

“Dizer que estou triste não basta. Respeito totalmente tudo o que alguém ligado ou não ao clube diga sobre nós esta noite. Acho que temos que aceitar, o problema é se alguns aceitam de forma positiva, no sentido de se sentirem magoados ou envergonhados com as críticas. Outra história é se não te importas ou não sentes. Esse é um problema muito mais profundo e complicado. Não preciso de críticos externos. Sinto-me profundamente magoado com tudo o que aconteceu com a minha equipa”, disse.

Veja também: Otávio rejeita proposta italiana para renovar com o FC Porto

Por último o português apresentou as suas desculpas.

“Não posso dizer tudo aquilo que eu queria aqui, frente aos jornalistas, aos adeptos do Tottenham e aos amantes do futebol. Só posso pedir desculpa aos adeptos do Tottenham, apesar de alguns jogadores da minha equipa não partilhar o mesmo sentimento que eu. Contudo, espero que eles sintam. Hoje era um jogo de viver ou morrer e neste momento nós morremos. Em outras partidas também tive o mesmo sentimento. Até ao último dia da temporada temos de tentar fazer o nosso melhor”, concluiu.

Veja as palavras do técnico português no vídeo abaixo.

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!



WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com