Nacional

Ministério Público suspeita de negócio do FC Porto – ÚLTIMA HORA

Pinto da Costa, presidente do FC Porto

Segundo adianta a TVI, o Ministério Público está a investigar o negócio da venda de direitos televisivos entre o FC Porto e a Portugal Telecom (PT) em 2016, num acordo válido até 2027.

Veja também: Benfica usa Bruno Fernandes para defender contratação de João Mário

Em causa está o pagamento de uma comissão de 20 milhões de euros à BM Consulting, empresa do empresário Bruno Macedo, que é arguido no processo Cartão Vermelho e que intermediou o negócio. As autoridades têm dúvidas quanto ao destino desta comissão, suspeitando que tenha parado na “esfera familiar de Jorge Nuno Pinto da Costa”.

O Ministério Público também desconfia no envolvimento de Pedro Pinho, o empresário que ficou conhecido pelos piores motivos, ao agredir um repórter da TVI após o Moreirense-FC Porto.

Veja também: Florentino arrasa outro português: “Uniu-se a Raul e mandavam no grupo”

Fonte judicial revelou à TVI que existem suspeitas de que Pedro Pinho seja testa de ferro do filho do presidente portista, Alexandre Pinto da Costa.

A Altice, que entretanto comprou a PT, pronunciou-se sobre o caso, confirmando que “fez um acordo de prestação de serviços com a BM Consulting para mediar nos contactos e negociações com diversos clubes de futebol“. A empresa garantiu: “Não fomos contactados por nenhuma autoridade judiciária relativa a esta matéria“.

Veja também: Florentino Pérez arrasa Ronaldo: “Esse rapaz é um imbecil e um doente”

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!



WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com