Nacional

Lenda do Benfica: “Vejo 10% de hipóteses de ultrapassar o Arsenal”

Jogadores do Benfica festejam vitória sobre o Tondela

O Benfica tem apenas 10% de possibilidades de passar a eliminatória da Liga Europa de futebol frente ao Arsenal, que arranca na quinta-feira, mas “tudo pode acontecer”, disse à agência Lusa o antigo jogador dos ‘encarnados’ Isaías.

Veja também: Vieira já decidiu sobre eventual demissão de Jesus – ÚLTIMA HORA

Herói na história vitória frente aos ingleses, com três golos na segunda eliminatória da Liga dos Campeões de 1991/92 (1-1 em Lisboa e 3-1 em Londres), o brasileiro lembrou que “futebol é muito imprevisível” e considerou que, face à prestação dos ‘encarnados’ nesta época, os jogadores terão de “encontrar motivação” para “transformar esses 10% em realidade”.

“Infelizmente, tenho de ser sincero. Seria bom para o Benfica conseguir passar a eliminatória, mas vejo aí 10% de possibilidades. Pode vir a acontecer, mas acho muito improvável, muito difícil, até porque se no campeonato nacional está a 11 pontos do primeiro, imagine numa competição a nível de Europa“, disparou o antigo avançado.

Veja também: O bate-boca de Otávio com adepto do Benfica que desejou a sua morte (FOTO)

A classificação abaixo das expectativas no campeonato, de resto, “pode e tem de dar” uma motivação extra aos jogadores no encontro europeu, na quinta-feira.

Eles têm de buscar argumentos para dignificar a camisola, porque esta época tem sido só vexames, como os quatro anos desta direção têm sido, e o clube não pode continuar assim. Têm de encontrar essa motivação, porque só eles é que podem resolver essa questão do Benfica e é uma oportunidade muito boa”, assinalou o apoiante do candidato João Noronha Lopes nas últimas eleições presidenciais do clube.

Desafiado a ‘viajar’ até 1991 e a recordar os dois jogos que valeram aos ‘encarnados’ o apuramento para uma fase de grupos com apenas oito equipas, naquele que foi o primeiro ‘esboço’ do atual formato da Liga dos Campeões, Isaías descreve os lances dos golos ‘na ponta da língua’

Na Luz, foi uma bola em que eu me posicionei no centro do campo, fiz a movimentação, o [Stefan] Schwarz passou para mim, depois entrei na área e fiz o golo de pé esquerdo“, começou por relatar.

Veja também: Super Dragões deixam nova tarja no centro de treinos do FC Porto (FOTO)

Depois, o primeiro golo em Londres “foi uma bola que o Neno ‘rolou’ para o Veloso, este deu um chuto para a frente e o Yuran ganhou de cabeça, assim em diagonal, pelo lado esquerdo“.

Eu estava a entrar na área e consegui acertar um belo chuto, também de esquerda, e fiz o golo“, prosseguiu.

Isaías também se recorda bem do 3-1 final: “O segundo golo, que foi o nosso terceiro [em Londres], foi uma bola que o César Brito recebeu pela direita, atrasou ao Jonas Thern, ele tocou para mim no meio e, depois, eu fiz a criatividade, passei pelo adversário e fiz o golo de pé direito“, concluiu Isaías.

Confrontado pela Lusa com a excelente memória, o brasileiro naturalizado português confessou que recorda “porque hoje está tudo no Youtube”, o que é bom “para os mais novos”, que “ouvem os avós e os pais falar”, terem a possibilidade de “confirmar isso na TV”, mas recordou também um outro episódio, que não está naquela rede social de vídeos na Internet.

Quando estávamos a regressar, no aeroporto [de Londres], a guarda da rainha não queria deixar-me vir embora. Disseram: ‘Não, você vai ficar aqui, porque você destruiu o Arsenal’, na brincadeira. Depois, houve a receção dos adeptos, no aeroporto [de Lisboa], quando chegámos, às 04:00, estavam bastantes adeptos”, descreveu.

Veja também: FC Porto pode ultrapassar recorde do Benfica na Liga dos Campeões

‘Episódios’ que não se devem repetir, até porque nenhum dos clubes irá disputar a eliminatória na sua cidade e nem tão pouco no seu estádio habitual, devido às restrições de viagens resultantes das medidas de combate à covid-19.

O Benfica ‘recebe’ o Arsenal na quinta-feira, no Estádio Olímpico de Roma, em partida da primeira mão dos 16 avos de final, com início marcado para as 20:00 (em Lisboa).

Uma semana depois, em 25 de fevereiro, o Arsenal ‘recebe’ o Benfica no Estádio Georgios Karaiskakis, em Atenas, na partida da segunda mão, agendada para as 17:55.

Veja também: Conceição dispara em todas as direções: dos cartilheiros ao caso Nanu (VÍDEO)

“Nesse critério, vão ficar 50/50, porque, se não há público, não há torcedores nem de um nem de outro, então nenhum é favorecido. Vão entrar todos com 11 dentro de campo e vai ficar 50/50. Mas só digo que vai ser diferente porque o Arsenal está num patamar completamente diferente do Benfica a nível nacional“, frisou o ‘profeta’.

Para chegar a esta fase da Liga Europa, o Benfica passou e fase de grupos no segundo lugar do Grupo D, atrás do Rangers (Escócia) e à frente do Standard Liège (Bélgica) e do Lech Poznan (Polónia).

Já os ‘gunners’, saíram vencedores do Grupo B, à frente de Molde (Noruega), Rapid Viena (Áustria) e Dundalk (Irlanda).

Fonte: LUSA

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!