Internacional

“João Félix tem algo que o diferencia de outros craques: não tem golo”

João Félix na vitória do Atlético de Madrid sobre o Salzburgo na Liga dos Campeões

A imprensa espanhola apontou João Félix como o melhor jogador do Atlético de Madrid diante do Chelsea, numa partida que significou a saída de cena dos colchoneros da Liga dos Campeões.

Veja também: Atl. Madrid de Félix falha remontada e está fora da Champions (VÍDEO)

Os espanhóis apontam o internacional português como um dos mais inconformados, mas considera que foi demasiado perdulário, apesar de nunca ter atirado a toalha ao chão.

AS

“Titular para tentar gerar futebol a partir do ataque. Não lhe faltou vontade, mas o Atlético esteve muito incómodo. Conseguiu girar em várias jogadas para tentar entrar na área com fintas ou à procura de desmarcações no espaço de Llorente ou Suárez. Foi dos que mais interveio nos metros finais, mas não foi suficiente para entrar no jogo com continuidade nem para ser verdaderamente determinante. Teve nos seus pés as três ocasiões rojiblancas da segunda parte, obrigando Mendy a atuar

Veja também: Fim da linha no Benfica? Grémio tenta regresso de Everton Cebolinha

Marca

“O primeiro remate à baliza de Mendy foi obra sua ao minuto 40. Muito motivado, mas com problemas de entrar no jogo. Não era difícil, mas foi o maior destaque da equipa”.

“João Félix aparecia na conferência de imprensa prévia e tinha claro o caminho para se converter no jogadorr que deve ser. Não foi uma questão de vontade, o português foi o melhor da sua equipa, mas isso não lhe bastou para ser decisivo. Tentou. Pediu bola e quis mostrar serviço, mas tem, de momento, algo que o diferencia dos outros craques que lideram o futebol europeu: não tem golo. Teve três oportunidades e em nenhuma foi capaz de bater um Mendy que deu a sensação de ser, com grande margem, o pior jogador da sua equipa em toda a eliminatória”

Veja também: Ronaldo deixa humilde e sentida homenagem a Pelé após bater recorde

Mundo Deportivo

Viu-se que estava motivado ao longo de todo o jogo. Tanto com bola, como sem ela. Teve uma boa atitude e foram dele as mais perigosas chances do Atlético. Levou a equipa às costas em alguns momentos

El Desmarque

De longe o melhor do Atlético em Londres. Procurou zonas centrais, foi o único que desequilibrou no primeiro tempo e o único que teve chances no segundo, já na fase final. Ainda assim foi insuficiente”

Veja também: As palavras que valeram a expulsão de João Pereira no Tondela-Sporting

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!