Nacional

Jesus: “Olho para o Dínamo de Kiev como olho para o Barça ou o Bayern”

Jorge Jesus em conferência de imprensa de antevisão ao Spartak de Moscovo-Benfica

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo da Liga dos Campeões com o Dínamo de Kiev, Jorge Jesus considerou que o Benfica terá muitas dificuldades.

Veja também: Sprint de Ronaldo deixou os ingleses de boca aberta: 32,5 km/h (VÍDEO)

O técnico dos encarnados chamou a atenção para o facto de o Dínamo de Kiev contar com cinco jogadores titulares da seleção ucraniana.

“É uma satisfação muito grande entrar nesta fase de grupos, era aqui que queríamos estar. Vamos jogar com um dos rivais que tem uma equipa forte, como são as quatro equipas deste grupo. Olho para o Dínamo Kiev como olho para o Barcelona ou para o Bayern Munique. Tem 5 jogadores titulares na seleção da Ucrânia, que há pouco empatou com a França. Mas isso é um sinal de valorização do adversário, mais nada, porque o Benfica tem condições para lutar com todos os adversários do grupo por vitórias. Sem receios de nada, sabendo que os nossos rivais são fortes”, afirmou.

Jesus não tem dúvidas de que a equipa está em boa forma, apesar do calendário apertado.

“Nunca conseguimos fazer a gestão perfeita para pôr as nossas equipas no limite máximo. Parto para cada jogo sentindo que a minha equipa está super-forte, moralizada, que conhece bem o adversário que vamos defrontar e que temos capacidade para ganhar. A equipa tem gerido bem todas estas situações de poucos jogos – este interregno das seleções confundiu um bocadinho – mas saímos logo bem no primeiro jogo depois disso, que foi para o campeonato. Temos gerido bem do ponto de vista físico e psicológico, com a ajuda do departamento médico. Vamos para Kiev muito confiantes”, referiu.

Veja também: Cláusula milionária para Soares de Oliveira caso perca poder no Benfica

O treinador das águias fez ainda questão de referir que coloca o Dínamo de Kiev ao nível de Bayern de Munique e de Barcelona e realçou currículo do treinador Mircea Lucescu.

“Claro, se estivermos a olhar para o Dínamo Kiev como a equipa mais fraca do grupo, não é verdade, em nada. Já referenciei porquê. Tem o treinador mais titulado do mundo no ativo, e pelo qual tenho um respeito e admiração muito grande. Tem uma equipa que teve no Europeu cinco jogadores, metade da equipa da Ucrânia joga lá. Isto são sinais evidentes que vamos jogar contra uma grande equipa. Para mim, são tão fortes como Barcelona ou Bayern. Se penso ganhar quando jogar contra todos? Penso. Mas não olho para o Dínamo de maneira diferente de como olho para os outros“, salientou.

Jesus abordou o sistema de jogo dos ucranianos.

“A grande maioria dos treinadores tem a mesma ideia que o treinador do Dínamo. Acreditam num sistema e trabalham esse sistema a 100%. Ele acredita que é a melhor forma de poder ganhar, e nós sabemos qual é a ideia de jogo dele. Isso garante que dificilmente ele poderá mudar de sistema de jogo, não mais que isso. Vamos jogar contra uma boa equipa, assim como o Benfica é, e os outros também são. Eu não sinto que o Dínamo tenha uma diferença muito grande dos outros, não sinto isso, e começando logo pelo treinador”, elogiou.

Veja também: “Amarelo a Vlachodimos? Errada foi a expulsão do Helton Leite” (VÍDEO)

Jesus realçou também os pontos fortes do adversário de amanhã.

“Dos momentos de jogo que o futebol tem, é uma equipa forte na bola parada ofensivamente, também no ataque posicional, com bom posicionamento tático e uma ideia de jogo que gosto, porque também penso como o treinador do Dínamo. Temos de tentar parar aqueles dois, três jogadores que são mais importantes na organização deles, e é preciso trabalhar em cima disso e ver se temos capacidade para anular o ataque posicional desta equipa, o momento mais forte deles“, analisou.

Por último o treinador do Benfica falou na rotatividade da equipa neste arranque de temporada, considerando que este ano dispõe de mais soluções.

Tem mais a ver com o período em que estamos, mas neste momento tenho mais soluções que o ano passado. Tenho sempre garantia de que posso mudar dois, três, quatro jogadores e sei que a equipa não perde rendimento. Tirando os que chegaram este ano e ainda não conhecem muito bem a estratégia da equipa, todos os outros estão muito mais fortes. Tenho uma convicção muito grande de que a equipa não vai oscilar o nosso rendimento”, concluiu.

Veja também: Mourinho vai à loucura com golo da vitória nos descontos (VÍDEO)

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!