Nacional

Jesus deixa aviso: “Temos de marcar em Eindhoven”

Jorge Jesus aquando do primeiro treino no regresso ao Benfica

Na conferência de imprensa de antevisão ao PSV Eindhoven-Benfica, Jorge Jesus espera dificuldades na Holanda.

Veja também: Estádio do Marítimo interditado pela Liga após jogo com o FC Porto

O técnico encarnado garante que a equipa estará preparada.

Aquilo que prevemos é que vamos ter um segundo jogo difícil. O primeiro acabou e vencemo-lo. Vamos encontrar uma equipa com muito talento e muitos bons jogadores, assim como o Benfica. São equipas de estarem na fase de grupos e não de disputar o playoff. Vamos partir para este jogo com uma vitória, mas temos a certeza de que vamos ter, durante um jogo, muitos períodos em que nos vai fazer correr atrás da bola. Estamos preparados. Não deu tempo para preparar o jogo, apenas para corrigir as coisas do primeiro jogo. Vamos com uma ideia vencedora e isso permite-nos encarar o jogo com mais confiança”, afirmou.

Neste sentido, Jesus destacou a importância de fazer golos em Eindhoven.

É importante marcar. O meu pensamento é esse, temos de marcar, pois defrontamos um adversário que também pode marcar a qualquer momento. É importante termos capacidade para marcar“, salientou.

Veja também: Conceição obrigado a acalmar o desespero do filho no Marítimo-FC Porto

Apesar do calendário apertado, o treinador das águias garante que a equipa está estabelecida. Aliás o foco destes últimos dias tem sido mais a recuperação física dos jogadores do que estratégia.

“Tivemos domingo e segunda-feira para recuperar e houve pouca ativação. Não há tempo de recuperação para fazer algo em termos de estratégia. Foi mais na base de passar uma mensagem teórica em relação ao que foi o primeiro jogo. Vamos tentar que os jogadores que vão a jogo amanhã estejam recuperados. Alguns fizeram 90 minutos em Barcelos. Esse é o meu problema número um”, afirmou.

Veja também: Rodolfo Reis deixa reparo crítico a Corona após o Marítimo-FC Porto

Sobre a titularidade de Vertonghen ou de Morato, Jesus não abriu muito o jogo.

É verdade que a experiência dele é sabedoria, tem um conhecimento sobre o jogo mais profundo do que o Morato, mas também é verdade que o Morato tem estado muito bem. Mas não sei como o Vertonghen está. Vou ter de falar com ele. A partir da minha experiência é que me vou decidir“, referiu.

Por último Jesus abordou a abolição da regra dos golos fora nas competições europeias.

“Não é muito importante concordar com isso. As duas vertentes têm coisas boas e não tão boas. Não quero estar a dar uma opinião. Se muda a estratégia? Todos os treinadores que jogam estas competições têm de pensar em ganhar, independentemente de ter sido abolida essa regra que poderia ajudar a passar uma eliminatória. Penso que é mais vantajoso para quem tem de decidir. Deixei de ter receio de levar golo. Não estou muito preocupado com sofrer golos, mas mais preocupado em trabalhar a equipa para marcar golos”, concluiu.

Veja também: Francisco Conceição cai na área aos 90+8′ e FC Porto pede penalti (Vídeo)

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!