Nacional

“Já iniciei um Europeu com 3 empates e ganhei. Se quiserem assino por baixo”

Fernando Santos, orienta jogadores no Portugal-Sérvia

Na conferência de imprensa de antevisão ao Portugal-Gana, Fernando Santos foi confrontado com uma tendência negativa da Seleção Nacional. A equipa das quinas não entra a ganhar em Mundiais desde 2006.

Veja também: O gesto de Ronaldo com uma mulher no Qatar que corre mundo (Vídeo)

No entanto, não é algo que preocupe o selecionador nacional.

Em qualquer competição o primeiro jogo é o mais importante. A vitória traz energias positivas. Agora, já iniciei um Campeonato da Europa e empatei os três primeiros jogos e ganhei. Se quiserem, eu e os meus jogadores assinamos todos por baixo. Sabemos que é um risco muito grande e podíamos não ter chegado lá. Temos de estar preparados, até pelo que se viu com a Argentina e com outras seleções. O Gana é uma equipa muito bem organizada e tive oportunidade de ver isso em muitos jogos que observei. Neste último jogo com a Suíça mostraram que são uma equipa super organizada nos vários momentos do jogo, muito rápida nas transições e no ataque rápido. Temos de ter respeito pelo adversário. Depois pensamos em nós e temos de potenciar as nossas capacidades”, afirmou.

Veja também: Bruno Fernandes e o cumprimento a Ronaldo: “Para mim não era tanto para rir…”

Fenando Santos explicou ainda as dificuldades que as equipas africanas normalmente oferecem aos adversários.

Nos últimos campeonatos do Mundo Portugal defrontou sempre equipas africanas e foram sempre jogos muto difíceis. São equipas com muito talento, imprevisíveis e estão a crescer cada vez mais nos aspetos táticos. Há uns anos eram equipas com mais criatividade individual, mas hoje são equipas muito mais completas. Vejamos o caso da Arábia Saudita que neste momento é candidata a passar o grupo, quando há três dias estava condenada a ficar de fora. Portanto, o Gana tem muita qualidade, jogadores de muita qualidade e um treinador experiente. Vai ser um jogo difícil para nós, mas acredito que Portugal vai vencer“, referiu.

Veja também: Bruno Fernandes reage à saída de Ronaldo: “Não falou comigo…”

O treinador nacional aproveitou também para garantir que o ruído mediático em torno de Cristiano Ronaldo não tem impacto na equipa.

Não estou incomodado com o tema Cristiano Ronaldo. Não vai tirar o foco. Vejo todos os jogadores focados e foi assunto que nem foi falado no espaço de trabalho, seja nos treinos, nas viagens ou quando estão em conjunto. Ainda hoje estavam 20 jogadores juntos, uns a ver o jogo Croácia-Marrocos e outros a jogar matraquilhos e nunca ouvi uma conversa. Não é tema. Agora, se quando estão no quarto e ligam para aqui ou para acolá, isso não sei. Podem ligar a quem quiserem. O importante é o foco e este espírito fantástico, muito convictos daquilo que têm de fazer, sabendo o que os espera e as dificuldades já no jogo com o Gana”, concluiu.

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!