Nacional

Fernando Santos e a alegada discussão com Ronaldo: ‘Não ficou satisfeito’

Cristiano Ronaldo e Fernando Santos no Portugal-Suíça do Mundial 2022

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com Marrocos, Fernando Santos foi questionado sobre a alegada discussão com Cristiano Ronaldo, antes do Portugal-Suíça.

Veja também: A atitude de líder que Ronaldo teve após o Portugal-Suíça que a imprensa escondeu

O selecionador nacional negou que tenha havido uma discussão entre ambos mas sim uma conversa onde comunicou ao astro português que não seria titular nessa partida. Negou também que CR7 tenha ameaçado deixar a Seleção Nacional.

Fernando Santos assume que Ronaldo não ficou satisfeito com a decisão, algo que considera natural, lembrando o comportamento que o jogador teve ao longo da partida, de apoio aos colegas. Por fim o selecionador nacional mostrou-se cansado com as constantes notícias em torno de Ronaldo.

Essa conversa aconteceu, mal seria que não tivesse acontecido. Desde que cá cheguei só dou a equipa uma hora e meia antes do jogo, escrevo no quadro. Tinha de acontecer, foi mais do que normal, não faço isso com todos, mas o capitão, alguém que é quem é, em termos de projeção, aquilo que representa para os portugueses e para a equipa, naturalmente que tinha de ter essa conversa. Aconteceu no dia do jogo depois de almoço. Não tivemos nenhuma conversa antes. A única conversa que tive, foi a explicar as razões porque é que não ia jogar. Dei-lhe a conhecer. Tivemos uma conversa no meu gabinete, em que lhe disse que não estava a contar com ele para este jogo de início. Achava que a entrada dele na segunda parte podia resolver o jogo. O Cristiano se ficou muito satisfeito? Não. Costuma jogar sempre a titular. É normal que não tenha ficado muito satisfeito. Foi uma conversa perfeitamente normal e tranquila. Ele não aceitou dessa forma simples. Nunca, em momento algum, me disse que queria sair da Seleção Nacional. E mais: acho que é tempo de pararmos com algumas coisas. É um pouco moda só apontar ao Cristiano. Se há exemplo melhor, é o exemplo que ele deu no jogo. Foi ele que deu o grito na cabina, saltou nos golos todos, vi na TV ele a bater palmas mais o João Mário. No fim foi ele que chamou os colegas para bater palmas e só o vieram a sair sozinho. Deixem o Ronaldo em paz“, afirmou.

Veja também: Texto arrasador de José Alberto Carvalho: ‘Ronaldo obrigado por não desistires de ti’

Recorde-se que o Marrocos-Portugal disputa-se este sábado, às 15h00.

Deixe uma resposta