Nacional

FC Porto pode ficar a um título do recorde nacional do Benfica

Adel Taarabt e Mehdi Taremi em disputa de bola no Benfica-FC Porto

O FC Porto procura conquistar no sábado o 82.º troféu futebolístico da sua história, a Supertaça Cândido de Oliveira, face ao Tondela, adversário que bateu há pouco mais de dois meses na final da Taça de Portugal.

Veja também: Jesus quer goleador do FC Porto após eliminação do Fenerbahçe

Em Aveiro, perante uma equipa que caiu na II Liga e não pôde inscrever reforços, os ‘azuis e brancos’ podem recolocar-se a um título do recordista nacional Benfica, que soma 83, o último dos quais no início da época 2019/20, quando goleou o Sporting por 5-0, também na Supertaça, no Estádio Algarve.

Neste ‘ranking’, a luta é mesmo a dois, já que o Sporting, que na temporada transata arrebatou a Supertaça e a Taça da Liga, é um distante terceiro colocado, com 54 títulos.

Numa contagem ‘cega’, que coloca no mesmo patamar uma Taça dos Campeões e uma Supertaça ou um campeonato e uma Taça da Liga, o FC Porto colocou-se a dois troféus do Benfica em 2021/22, ao conseguir a ‘dobradinha’.

Veja também: Zezé Camarinha arrasa comentadora Sofia Oliveira: “Badalhoca”

Com um recorde de 91 pontos, os comandados de Sérgio Conceição somarem o 30.º título na I Liga e com um triunfo por 3-1 no Jamor sobre o Tondela, depois de terem eliminado Benfica e Sporting, arrebataram a 18.ª Taça de Portugal.

Nas provas nacionais, os ‘azuis e brancos’ somam ainda 22 vitórias na Supertaça Cândido de Oliveira, e quatro no extinto Campeonato de Portugal, mantendo-se ‘estranhamente’ a zero na Taça da Liga.

Os portistas somam ainda sete triunfos internacionais, nomeadamente dois títulos de campeão europeu (vitória na Taça dos Campeões de 1986/87 e na Liga dos Campeões de 2003/04), e ainda uma vitória na Taça UEFA, outra na Liga Europa, duas na Taça Intercontinental e uma na Supertaça Europeia.

Um triunfo no sábado perante o Tondela selará o 82.º ‘caneco’ e a reaproximação à liderança do ‘ranking’, que os portistas já ocuparam: após a vitória na Supertaça, em 2013, tinham mais seis troféus do que as ‘águias’ (74-68).

Veja também: Benfica prepara o que pode ser a última oferta milionária por Ricardo Horta

Os ‘encarnados’ responderam, porém, com um ‘inacreditável’ parcial de 13-0 – quatro campeonatos, o ‘tetra’, três edições da Taça da Liga, duas da Taça de Portugal e quatro da Supertaça – e reassumiram o comando (81-74).

O FC Porto voltou aos títulos com a vitória na I Liga 2017/18, negando, já sob o comando de Sérgio Conceição, o ‘penta’ às ‘águias’, que ripostaram com a ‘reconquista’ de 2018/19, época em que os ‘dragões’ venceram a Supertaça.

Em 2019/20, o Benfica começou por vencer a Supertaça, mas não mais ganhou troféus, enquanto o FC Porto fez a ‘dobradinha’ nessa época e repetiu-a em 2021/22, depois de, pelo meio, em 2020/21, ter arrebatado a Supertaça.

Veja também: Ronaldo pediu a rescisão de contrato e Man. United já respondeu

A diferença baixou para dois títulos (83-81) e pode cair para um no sábado, caso o FC Porto derrote o Tondela na 44.ª edição da Supertaça Cândido de Oliveira, em Aveiro.

Fonte: LUSA

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!