Nacional

FC Porto junta-se a Benfica no ataque ao caso Palhinha

João Palhinha em disputa de bola pelo Sporting

Segundo adianta o diário desportivo Record, o FC Porto está a estudar os mecanismos legais a adotar no que concerne ao caso João Palhinha.

Veja também: Jovem do Sporting arrisca ser dispensado após escândalo no Instagram

Recorde-se que o médio do Sporting viu o 5º amarelo no jogo da 15ª jornada diante do Boavista, em vésperas do derbi contra o Benfica. No entanto, os verde e brancos apresentaram um recurso no Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) e consequente providência cautelar no Tribunal Central Administrativo do Sul, que anulou o castigo, passando o médio a ser opção para o derbi.

No passado dia 16 de março o TAD manteve o cartão a Palhinha, anulando apenas o castigo. Depois desta decisão, o jogador voltou a ser admoestado com um cartão amarelo no jogo com o Famalicão, mas o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, considerou que este foi o 6º amarelo de Palhinha, pelo que será opção para o jogo de hoje com o Farense.

Veja também: Bruno de Carvalho: “Finalmente percebi a expulsão de sócio do Sporting”

Francisco J. Marques foi a figura do FC Porto que veio a público manifestar-se contra este caso.

“É das coisas mais surrealistas, não me lembro de nada como isto, é uma singularidade que bate todos os recordes. O amarelo foi mal mostrado, seria legítimo tirar o amarelo ao Palhinha, que em vez de ter 5 cartões e cumprir castigo, aquele amarelo não existiria e ficava com 4. A verdade é que não cumpre castigo mas aproveita para limpar. É um atentado à verdade desportiva. Isto descredibiliza, arruma com o TAD, arruma com a credibilidade do TAD, dá vontade de rir”, afirmou no Porto Canal.

Já o Benfica havia apresentado uma participação no Conselho de Disciplina para “apuramento de alegado a tribunais estaduais e eventual utilização/participação irregular do jogador”. Após esta participação foi aberto um processo de inquérito, que será investigado pela Comissão de Instrutores.

Veja também: FC Porto avança com proposta pelo “Haaland português”

O Sporting mantém-se convicto de que não existe caso e que foi tudo feito dentro da legalidade.

João Palhinha jogou porque o tribunal suspendeu a decisão. Não foi o Sporting que decidiu e quem marcou o golo foi o Matheus Nunes“, reagiu uma fonte oficial dos leões contactada pelo Record.

Aliás, Miguel Braga, diretor de comunicação do Sporting, já havia reagido perante a insistência no caso Palhinha.

Estão a perpetuar uma injustiça. Foi muito infeliz. Não compreendo que a Federação, Liga ou clubes queiram insistir num erro e que não valorizem que um árbitro tenha tido a coragem de admitir que errou. O Sporting não descobriu um tribunal para levar este caso, limitou-se a olhar para a lei. Continuo sem perceber porque é que o CD insiste numa injustiça”, afirmou na Sporting TV.

Veja também: Árbitro que roubou o golo limpo a Portugal na Sérvia leva castigo pesado

Deixe uma resposta

Por favor desactive o seu adblocker ou coloque-nos na sua  lista de sites permitidos.

Muito obrigado!

Please disable your adblocker or whitelist this site!

Thank You!



WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com